sexta-feira, 4 de abril de 2008

COISA AMAR



Contar-te longamente as perigosas

coisas do mar. Contar-te o amor ardente

e as ilhas que só há no verbo amar.

Contar-te longamente longamente.

Amor ardente. Amor ardente.

E mar.Contar-te longamente as misteriosas

maravilhas do verbo navegar.E mar.

Amar: as coisas perigosas.

Contar-te longamente que já foi

num tempo doce coisa amar.

E mar.Contar-te logamente como doi

desembarcar nas ilhas misteriosas.

Contar-te o mar ardente e o verbo amar.

E longamente as coisas perigosas.

Manuel Alegre

Um comentário:

ALMA PERFUMADA disse...

Olá! Eduardo

Amor nos faz muito bem, vejo que amor está fazendo em vc e na minha querida amiga Sônia...um lindo elo de Luz, carinho e paz!! Esse seu blog é uma prova linda disso...Parabénsssssss pelas lindas poesias e bela músicas.

beijosssss