quinta-feira, 8 de maio de 2008



Ah, o estrago que você

provocou em mim...

Só queria ter provocado

a metade em você!

Querer igualmente,

seria covardia...

Você foi mais

do que uma ventania,

foi um furacão!

que me arrebatou inteiro,

me tirou a noção

do ser, não ser,do poder,

não poder, do querer,

não querer, sem querer,

nem saber mais viver sem você...


Suely Ribella

Um comentário:

Sue disse...

Olá!... acabei de descobrir teu blog... rs... hmmm... já visitei algumas páginas... voltarei! Obrigada, por postar poesias minhas... Deixo um beijo de boa noite!