quinta-feira, 21 de agosto de 2008

AMOR POSSESSIVO



Desnudar-te-ei como o sol nascente
Desnuda os mistérios da noite.
Desnudar-te-ei corpo, mente e alma,
Expondo tua beleza, sabedoria e nobreza.
Em teu lindo corpo sugarei o néctar
De tua boca, da gruta do amor.
De tua mente roubarei a poesia
Em que transformaste tua vida,
E de tua alma apossar-me-ei
Da quietude e mansidão.

Soriévilo 30/07/08
(Sônia...Bem diferente do amor do seu Edu,
porém mesmo assim ofereço-te como presente de aniversário...
Quem nunca teve um ?!!
Que Deus a abençõe sempre. Beijo.)
SORIÉVILO

2 comentários:

LILICO disse...

Olá Edu...Fico feliz vendo meu poema reproduzido em seu blog. Solicitaria apenas que você também transcrevesse minha dedicatória à sua querida Sônia, para que os leitores bem entendam o sentido da homenagem. Um abraço, meu caro.

Sonia Schmorantz disse...

Rssssss.......se há uma qualidade no meu amigo Soriévilo é ser autêntico em tudo. Obrigado por publicar aqui, mas estarei também agradecendo a ele no recanto das letras.
Lindo teu blogger Eduardo, cada vez encanta mais. Te amo