segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Silêncio


O silêncio plana
Em fresca brisa
E embala suavemente
Vocábulos por desenhar

Em baixo vôo noturno
Chove como melodia
Duma leveza dormente
Depondo ataraxia
De nardo em alabastro
Essência a flutuar

Fumo de aromas solene
Sopro de mãos feiticeiras
Anestesia da alma
Pérola de sonho e luar

Silêncio...
Arranco do teu piano
As notas para eu tocar

http://perlustrar.blogspot.com/2008_07_01_archive.html

Um comentário:

Perla disse...

Bem!!! Estou a ver que a minha escrita anda por aqui!