domingo, 7 de dezembro de 2008

Cinco Sentidos


Os meus olhos choram
por não te verem
por não te terem
sofrem assim.
O teu cheiro
rosa por inteiro
encanta-me
em lençóis de cetim
perfumados
de ti e presos em mim.

Saboreio-te na ausência
num bocado perdido
toco-te além mar.
Oiço-te gritar
oiço o teu pedido
rendido
num marasmo perfeito.
Aqui moram
cinco sentidos que choram
por te ter presa no meu peito.

Paulo Afonso Ramos

Um comentário:

Carlos Soares de Oliveira disse...

Olá, amigo.Antes parabenizo por esse belo poema.Com muita satisfação lhe vejo como seguidor de meu blog.Eu não sei ainda muito bem como isso funciona, mas pode me considerar um seguidor de seu blog também.Li algumas poesias e achei de um lirismo, um romantismo incrível.E mais satisfeito ainda fiquei ao ver um poema de minha autoria em seu blog.Sinto-me honrado.Obrigado e volte sempre.Abraço poético