sexta-feira, 5 de junho de 2009

Manhã cinzenta


Ai madrugada pálida e sombria
Em que deixei a casa dos meus pais...
E aquele adeus que a voz do mar trazia
Dum lenço branco, a acenar no cais...

O meu veleiro – era de espuma fria –
Levava-o o furor dos vendavais.
À passagem gritavam-me: onde vais ?
Mas só o meu veleiro respondia.

Cruzei o mar em direcções diferentes.
Por quantas terras fui, por quantas gentes,
Nesta longa viagem que não finda.

Só uma estrada resta – mais nenhuma:
Na ilha que o passado envolve em bruma,
Um lenço branco que me acena ainda...

(Natália Correia)

13 comentários:

ŁǺи¥ disse...

Olá... adorei tudo o que vi e li aqui... mas em especial tua familia... tens uma familia muito bela.

Parabéns!!

Sonia Schmorantz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Avassaladora disse...

Eduardo, hoje vc deixou um poema que talvez resume a vida...

Charles Chaplim impagável...

Existe uma máxima:

Sorrria e o mundo sorrirá contigo. Chores, e chorarás sozinha...

Então meu amigo, o jeito é sorrir.. Para todos pensarem com somos felizes...





Obrigada por seu carinhos!
Lindo final de semna para vc tambem!


Beijos!

Edimar Suely disse...

Olá,

Maravilhoso seu espaço e seus escritos. Sua família é muito belas também. Parabéns.

Smack!

Edimar Suely
jesusminharocha.blig.ig.com.bvr

Vieira Calado disse...

Obrigado pela partilha.

Abração

mundo azul disse...

___________________________________


Um bonito poema que nos trouxe! Parabéns à poetisa!


Beijos de luz, o meu carinho e parabéns, pela bela e querida familia!!!


__________________________________

Ricardo Calmon disse...

Banho de textura e beleza em poesia forma de Chaplin!
Vivemos felizes por amados sermos!

Viva a Família Meu Bom Poeta e Amigo Eduardo!

Viva a Vida!

lua prateada disse...

Simplesmente maravilhoso amigo, não sei por onde começar ,mas começando pela foto está explendida...os versos são de um sentir sem fim...
Beijinho prateado

SOL

PS. Tenho um amigo que tem um blog de poesia,pessoa humilde que nasceu com uma mente poética. Axo que é digno de ser lido, se quiseres visitar vai a www.jomanell.blogspot.com e o nome do blog é: IMAGINÁRIO.
Obrigada BJIS

Ana Lúcia Porto disse...

Triste partida, doces lembranças...
Beijos,
Ana Lúcia.

Anita Fonseca disse...

Que maravilha de poema amigo Eduardo.

Bom domingo.

Bjs.

AFRICA EM POESIA disse...

eduardo
POEMAS LINDOS...
dEIXO UM POUCO DE MIM...


SORRIR

Sorri…
Sorri Sempre…
Aproveita …
A Vida…
O Sol…
O Amor…
E vai sorrindo…
Olha o belo…
Olha o lindo…
E continua a sorrir…
Faz da vida…
O teu grande sorriso…
Pois é muito bom…
Saber sempre sorrir…


Lili Laranjo

Everson Russo disse...

Uma otima noite de sabado e um domingo cheio de paz a ti e toda sua familia...forte abraço.

www.olivrodosdiasdois.blogspot.com

Ana Martins disse...

Maravilhoso este soneto de Natália correia, muito bem cantada aqui a saudade!

Beijinhos,
Ana Martins