quarta-feira, 8 de julho de 2009

É só um poema... E Anoitece


1ºPoema É só um poema...

Não tenhas medo, ouve:
É um poema.
Um misto de oração e de feitiço...
Sem qualquer compromisso,
Ouve-o atentamente,
De coração lavado.
Poderás decorá-lo
E rezá-lo
Ao deitar,
Ao levantar,
Ou nas restantes horas de tristeza.
Na segura certeza
De que mal não te faz.
E pode acontecer que te dê paz...

Miguel Torga

2º Poema Anoitece

Anoitece no tempo
mas os sonhos permanecem:
azuis,
silenciosos,
necessários.
E a cada respirar dos
relógios,
lembro de emoções
que não podem ser apagadas,
fortes companhias
para não esquecer
do frasco de estrelas
que mora dentro de nós.

Wilmar José Matter
Imagens Eduardo Poisl

6 comentários:

Conceição Duarte disse...

Lindo os dois poemas, sei la porque cargas dágua, gosto mais do primeiro.

Um beijo à vocês e tenham ótimo final de semana, CON

Sonia Schmorantz disse...

Conheço os dois e não canso de ler e achar sempre lindos...
beijos com amor

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Eduardo.

Dois belíssimos poemas. E encantadoras imagens.
:-)

********



BOA NOITE E BONS SONHOS!!!



♥.·:*¨¨*:·.♥ Beijos mil! :-) ♥.·:*¨¨*:·.♥






http://brincandocomarte.blogspot.com/

___________________________________

Anabela disse...

Não conhecia esta receita do Miguel Torga mas pode muito bem ser que a prescrição esteja certa.

Bom dia :)

Everson Russo disse...

Belisimos poemas, o anoitecer no tempo é maravilhoso, a gente fica se perguntando, será que depois desse anoitecer veremos um novo sol? forte abraço e um dia de poesia e paz...

www.olivrodosdiasdois.blogspot.com

Multiolhares disse...

belos os dois poemas
beijos