terça-feira, 18 de agosto de 2009

O AMOR AGORA


O amor de agora é o mesmo amor de outrora
Em que concentro o espírito abstraido,
Um sentimento que não tem sentido,
Uma parte de mim que se evapora.

Amor que me alimenta e me devora,
E este pressentimento indefinido
Que me causa a impressão de andar perdido
Em busca de outrem pela vida afora.

Assim percorro uma existência incerta
Como quem sonha, noutro mundo acorda,
E em sua treva um ser de luz desperta.

E sinto, como o céu visto do inferno,
Na vida que contenho mas transborda,
Qualquer coisa de agora mas de eterno.

Dante Milano

18 comentários:

Almirante Águia disse...

"Poeta, não é somente o que escreve. É aquele que sente a poesia, se extasia sensível ao achado de uma rima à autenticidade de um verso."
Cora Coralina

Sonia Schmorantz disse...

Que lindo este poema de Dante Milano!
Dá imenso prazer ler...
beijos com amor

Adolfo Payés disse...

Me gustaron los versos.. un placer siempre visitarte..

Un abrazo muy grande
Saludos fraternos

Marina-Emer disse...

que versos mas bonitos y tambien los que me dejas en mi blog en el post ...gracias y abrazos
Marina

Memória de Elefante disse...

sem comentarios...uau!!!!

Layara disse...

O amor que devora
Como outrora
Que resplandece como a aurora.

Linda escolha!


Um Abço!

Bom dia com muita Luz!

FOTOS-SUSY disse...

OLA EDUARDO, BELISSIMO POEMA, DE(DANTE MILANO) LINDA FOTO...
FELIZ DIA!!!

ABRACO

SUSY

Rosemari disse...

Eduardo

Parabéns pela postagem, um poema que nos leva além mar...

Ava disse...

Eduardo, queria ter a resposta...

Por que o amor tem que ser tão estoteante...rs

Por que nos deica assim, entre o céu e inferno...

Entre um doce sonhar e uma cruel realidade...

Lindo demais seu poema..

Bom ler voce...


Beijos e carinhos...

Bandys disse...

Eduardo,

Sejamos como o sol que não visa nenhuma recompensa, nenhum elogio, não espera lucros nem fama, simplesmente brilha!


Voce é um amigo que brilha.

Beijos

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO EDUARDO, BELÍSSIMA POSTAGEM, DESTE MARAVILHOSO SONETO... ABRAÇOS DE AMIZADE,
FERNANDINHA

Graça Pereira disse...

O amor é sempre bonito: seja em prosa,seja em verso e este poema é como uma confissão de amor eterno.Bjs Graça

RaSena disse...

ter uma alma apaixonada é lindo e, parece que o amor vive a devorar nossos pensamentos.
abraços

Anabela disse...

É urgente o amor.
É urgente um barco no mar.

É urgente destruir certas palavras,
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos,
muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros e a luz
impura, até doer.
É urgente o amor, é urgente
permanecer


Eugénio de Andrade

Urgente noite para vcs também

O mar me encanta completamente... disse...

Borda o poeta um mundo encantado,
com musicalidade, movimento.
E nos convida a sentir...
Belo!

Beijinho

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Eduardo,
É, o homem se perde até no amor...
Bom final de semana,
Beijos,
Ana Lúcia.

RETIRO do ÉDEN disse...

Amigo


"Assim percorro uma existência incerta
Como quem sonha, noutro mundo acorda,
E em sua treva um ser de luz desperta."

Por vezes assim me sinto...
Muito bonito, mesmo.

Bem-haja
Mer

Ana Martins disse...

Fantástico, algo que se lê e sente com intensidade!

Beijinhos,
Ana Martins