sábado, 1 de agosto de 2009

UNICIDADE


Amor, medo,
Não, eu não devo ter medo de amar,
Devo sim, ter medo de odiar,
De ferir, de as pessoas magoar.
Amor, medo,
Não devo ter medo de amar,
Devo ter medo de destruir,
Medo de mentir.
Amor, medo,
Devo em verdade ter medo
De quando não dou a mão,
De quando não divido o pão,
De quando não dou meu braço,
Num puro abraço.
Amor, medo,
Não devo ter medo de amar,
Devo ter, verdadeiramente,
Medo de sentir medo de amar,
Pois o amor doado
É o caminho para o meu reencontro
Com a divindade que existe em mim e
Com a Divindade que me criou,
Que a todos criou para amar,
Para viver o amor sem medo,
Em unicidade.

Moacir Sader

13 comentários:

Nanda Assis disse...

um poema que nos ensina, ja que hj em dia as pessoas tem medo de amar, de se relacionar.

bjosss...

Unseen Rajasthan disse...

Beautiful shot !! This is so lovely..Thanks for sharing..I am now your follower..Unseen Rajasthan

RETIRO do ÉDEN disse...

Olá, Bom dia,

As fotos uma delícia.
Quanto ao poema tocou-me particularmente.

Bem-haja
Mer

Marina-Emer disse...

preciosa poesia y hermoso el amor
abrazos
Marina

Ricardo Calmon disse...

Post esse,overture foi desse domingo que vi abrir desde a madruga!Com RC,mais divino ficou!

Te abraço,meu bom Eduardo!

Viva Vida!

Luz Cardoso disse...

__________________###*
______________.*#####
_____________*######
___________*#######
__________*########.
_________*#########.
_________*######*###*
________*#########*###
_______*##########*__*##
_____*###########_____*
____############
___*##*#########
___*_____########
__________#######
___________*######
____________*#####*
______________*####*
_________________*####
__________________*##*
____________________*##
_____________________*##.
____________________. #####.
_________________. ##########
________________.####*__*####
*________________.#________ #____________#

Olá Eduardo,
Resolvi dar um mergulho aqui para deixar uma beijoca e desejar um bom Domingo!

Abraço de Luz
Namastê!

Sandra disse...

Poste seu lindo recadinho no blog uma interação de amigos, para acariciar a todos.
Com carinho
Sandra

Giovanni Leandro disse...

Parabéns Amigo, encantado com o seu blog e com as fotos da nossa Capital que é Amada por Todos...
Deixo o meu carinho especial ao casal...
Abraços carinhosos
Giovanni Leandro

Cris Animal disse...

Oi, meu amigo Querido!

Saudades também !
Afastei-me por um tempo de mundo do blog por diversos motivos, mas estou aos poucos retomando.
Bom vir aqui e ler suas lindas poesias. Pensamentos de amor, coragem...o medo que empunha a luta contra o medo e se deixa amar e ser amdo.


Linda família a sua....lindas suas netas, filha e esposa.

beijos

Anita disse...

"...Devo em verdade ter medo
De quando não dou a mão,
De quando não divido o pão,
De quando não dou meu braço,
Num puro abraço."

Extamentente isso que devemos ver e refletir.

Boa semana amigo Eduardo.

Lia disse...

Eduardo,
um poema muito bonito e verdadeiro.
Adorei as fotos cheias de sentimento.Parabéns!
Adoro gaivotas(sensação de liberdade)
Um beijo para ti e para a Sónia*
Boa semana.
Obrigada pelas visitas;0)
Lia

Eliana disse...

Boa Noite, Eduardo

A qualquer hora em que chegares,
sentarás comigo à minha mesa.
A qualquer hora em que bateres a minha porta,
o meu coração também se abrirá.
A qualquer hora em que chamares,
eu me apressarei.
A qualquer hora em que vieres,
será o melhor tempo de te receber.
A qualquer hora em que te decidires,
estarei pronto para te seguir.
A qualquer hora em que quiseres beber,
eu irei a fonte.
A qualquer hora em que te alegrares,
eu bendirei ao Senhor.
A qualquer hora em que sorrires,
será mais uma graça que o senhor me concede.
A qualquer hora em que quiseres partir;
eu irei à frente nos caminhos.
A qualquer hora em que caíres,
eu estenderei os braços.
A qualquer hora, em que te cansares,
eu levarei a cruz.
A qualquer hora em que te sentires triste,
eu permanecerei contigo,
A qualquer hora em que te lembrares de mim,
eu acharei a vida mais bela.
A qualquer hora em que partires,
ficarás com a lembrança de uma flor.
A qualquer hora em que voltares,
renovarás todas minhas alegrias.
A qualquer hora que quiseres uma rosa,
eu te darei toda roseira.
Eu te digo tudo isso, porque não posso imaginar
uma amizade que não seja toda,
de todos os instantes e para todo bem.

(Cid Moreira)

Tens um lindo espaço e uma bela família.

O meu blog é espiritual, caminho espiritual, guiado pelo Poder de Deus.

Terei um grande prazer em recebê-lo, no seguinte endereço:

O Evangelho da Graça de Deus
www.semfeeimpossivelagradaradeus.blogspot.com

Que Deus te Abençoe e te Guarde,
Fique com Deus,

RaSena disse...

que linda revoada de pássaros...
medo de amor faz seres entristecidos, duros, rígidos;
quando entendermos que o amor gera também humanidade, tudo ficará mais leve.
boa semana...