sábado, 5 de setembro de 2009

ESTA NOITE



Esta noite
no silêncio destas paredes sombrias
cheias de palavras consumidas
a lua dança com gestos de encantamento
e as estrelas sorriem de prazer
Esta noite
invento-te nesta distância magoada
onde as palavras repousam
nos lábios ausentes que riem e se alimentam
de sabores sonhados
Esta noite
arde uma fogueira de nostalgia
e o mistério absorvente da tua luz
entra em mim mansamente
Aqui
longe de ti e de tudo
sinto-me bem dentro de ti
e deixo-me ficar...

António Sem

12 comentários:

R.Ferrari disse...

Belas fotos. Parabens.

Paula Raposo disse...

Poema lindo,lindo! As fotos excelentes, como sempre! Beijos.

Daniel Costa disse...

Eduardo

Um poema toda de suave mansidão, a mesma, será tabém poesia? Que a lagoa sugere.

Agradeço muido os desejo de bom fim-de-semana, retibuindo-os para que a semana que segue.
Abraço,
Daniel

Agulheta disse...

Eduardo. Grande poema onde se conjuga com esta lagoa de grande beleza e mansidão,adorei.
Beijinho boa semana

Codinome Beija-Flor disse...

Edu!
Vc e a Sonia estão fazendo algum curso de fotografia? Ou já são fotografos profissionais e não sabemos?
As fotos estão lindas e as escolhas dos poemas lindas como sempre.
Abraços

Princesa disse...

Obrigado pela visita e por todo o carinho nos meus blogs.

Se todos os seus esforços
forem vistos com indiferença,
Não desanime.
Porque também o SOL,
ao nascer,
dá um espetáculo todo especial
e, no entanto,
a maioria da platéia...
continua dormindo.
Um bom inicio de semana lhe desejo
um beijo

Visite os meus outros blogs
e deixe lá um carinho

Lia disse...

Olá Eduardo,
gosto muito da fotografia do teu blog!;0)
Fotos linda e os poemas, sempre de encantar!
Beijinhos cheios de Sol.
Lia

Olhar o mar disse...

Olá Eduardo,
É fantástica a sua sensibilidade para a fotografia e consigo sentir a sensibilidade dos barcos acostados, a agua serena embalando os sonhos. Sempre que aqui passo a fantasia me transporta a esses lugares de sonho que partilha connosco em fotos. Obrigado pela dádiva desta partilha e pelos versos que acompanham o nectar da vida,esse sonho imparável.

Uma grande onda de amizade aqui segue correndo deste outro lado do mar.

olharomar

KITTY disse...

adorei o poema é lindo,
as fotos no seu blogue também estão um encanto.
abraços.

Pena disse...

Enorme e Genial Poeta Amigo:
Um poema soberbo e fantástico de gigantesca sensibilidade e harmonia poéticas.
"...Esta noite
invento-te nesta distância magoada
onde as palavras repousam
nos lábios ausentes que riem e se alimentam
de sabores sonhados
Esta noite
arde uma fogueira de nostalgia
e o mistério absorvente da tua luz
entra em mim mansamente.."

Simplesmente, ADMIRÁVEL.
Possui um dom: MARAVILHA!
Abraço cordial de respeito e imensa estima...
Sempre a considerá-lo um vulto fabuloso da extraordinária poesia.

pena

Adorei!

Graça Pereira disse...

AS FOTOS SÃO MARAVILHOSAS E A ENVOLVÊNCIA DO POEMA, TORNA TUDO MÁGICO. uM BJ E UMA BOA SEMANA Graça

Almirante Águia disse...

Esta poesia me faz lembrar que vez por outra estou em quartos de pensão ou de hotel, sentindo uma ausencia presente que só tem vontade de ficar.

Grande Abraço