segunda-feira, 19 de outubro de 2009

O QUE EU AMO

Clique nas fotos para ver no tamanho real


Amo o silêncio dos lagos,
A viração das campinas,
Amo o céu, a paz dos ermos
E as estrelas peregrinas.

Amo a vida, o espaço, o sol,
A esperança que suponho
Ser minha eterna guarida
Nos trigais loiros do sonho.

Amo as aves intranqüilas,
Nos bosques cantando amores,
Amo a linda primavera
Que traz sonhos, sons e flores.

Amo o remanso das noite,
A nostalgia do luar,
Também amo as pequeninas
Estrelas do teu olhar.


Zoraide Leonel Ferreira

9 comentários:

gaivota disse...

que lindo poema nestas fotos de encantar...
excelente!
beijinhos

Eliana disse...

BOM DIA, Eduardo

Enquanto amamos, vivemos, pois, sem amor, nada seremos.

Amo te visitar.

Um abençoado dia para vocês,
Fiquem com Deus,
Abraços,

Tatiana disse...

Impossível não amar coisas tão belas assim...

Linda poesia e imagens!

Um abraço carinhoso

HSLO disse...

Suas palavras traduzem bem a beleza do lugar;.



abraços

Hugo

LOURO disse...

Olá Eduardo!

Belo casamento!!! Fotos lindas e um
poema sublime...

Abraço
Lourenço

Sandra disse...

Vim retribuir as suas visitas em meus dois blogs.
Ando muito ocupada. Mas antes tarde, do que nunca, certo???
Um grande abraço amigo.

Amo o silêncio do Mar, amo o sil~encio interior. As vezes precisamos dele, para fazer as nossas reflexões.
Lindo Texto.
Sandra

MENSAGENS AO VENTO disse...

_________________________________

Que bonito esse poema! Parabéns à autora e obrigada por ter dividido conosco!


As fotos são belíssimas...


Beijos de luz e o meu carinho!

Zélia (Mundo Azul)

_________________________________

direitinho disse...

Olá Eduardo
Penso que os poemas simples são por vezes os mais bonitos, mostram a simplicidade dos autores e o lado poético das situações.
Gostei de ler e sentir esse silêncio nas campinas e o cantar das aves com nostalgia.

Chris disse...

Sempre que visito este seu recanto fico encantada com as fotos e a simbiose com os poemas.
Um abraço
Chris