segunda-feira, 23 de novembro de 2009

CANÇÃO DO VENTO E DA MINHA VIDA



O vento varria as folhas,
o vento varria os frutos,
o vento varria as flores...

E a minha vida ficava
cada vez mais cheia
de frutos, de flores, de folhas.

O vento varria as luzes,
o vento varria as músicas,
o vento varria os aromas...

E a minha vida ficava
cada vez mais cheia
de aromas, de estrelas, de cânticos.

O vento varria os sonhos
e varria as amizades...
o vento varria as mulheres.

E a minha vida ficava
cada vez mais cheia
de afetos e de mulheres.

O vento varria os meses
e varria os teus sorrisos...
o vento varria tudo!

E a minha vida ficava
cada vez mais cheia
de tudo.

Manuel Bandeira

16 comentários:

Ana Lúcia. disse...

Vento, ventania
tudo é vida
que passa
que fica
que leva
que se eterniza!
Vento vivo
vida em movimento...sempre!
Beijãozinho e abração apertadinho.

gaivota disse...

nesta canção de vento varrendo tudo, a vida ficará mais cheia!
beijinhos

direitinho disse...

Boa escolha.
O vento leva e trás tantas coisas que amamos e vivemos.

Olhar o mar disse...

Olá Eduardo,
Lindo poema e como sempre fotos fantásticas.
Uma boa semana e um abraço de amizade deste outro lado do oceano
olharomar

Bhavesh Chhatbar disse...

What a beautiful place!

Garden Lizard

Efigênia Coutinho disse...

Bom dia Eduardo, que maravilha de fotos e os versos editados, meus PARABÉNS.

Eu não esqueci um só de todos os meus amigos aqui, e hoje retorno, depois de muito trabalho com o nosso Site, com os 1000 Sonetos, agora poderei estar ao lado de todos , matando as saudades, que se fazem presente ao presente momento,
passa lá no meu cantinho, tem
NATAL
para todos os amigos,
com carinho, Efigênia

RETIRO do ÉDEN disse...

Que o "vento" varra a tristeza, o desamor, a insegurança, e reine a Confiança, a Alegria e o Amor em Deus nosso Pai.

Lindas, como sempre as suas fotos.
Abraço,
Mer

Paula Raposo disse...

Poemas que não se podem comentar, só se conseguem sentir (cá dentro), varrendo...
Belíssimo post, Eduardo.
Beijos.

Pelos caminhos da vida. disse...

Não tem como dizer e sim sentir.

Bom dia amigo!

beijooo.

Malu disse...

Olá, Euardo!
Manuel Bandeira, bela escolha deste poeta de leveza ímpar.
Sempre é bom passar por aqui e correr os olhos encontrando pérolas.
Beijinhos, meu querido

Isa disse...

Sem palavras para dizer sobre tanta beleza:poema e foto!
Beijo.
isa.

Tatiana disse...

O Vento me trouxe aqui...Para contemplar a riqueza de sua postagem!

Um abraço carinhoso

εїз ViViAn ★ Sbrussi /(",)\ disse...

olá!

passando para ver as novidades e te desejar uma ótima semaninha!

=D

Graça Pereira disse...

Abençoado vento que varre tudo á sua frente e deixa cheia a vida da gente!!
Um beijo
Graça

Martinha disse...

O vento traz energia à nossa vida! :)
E uma brisa de vento... trouxe-me aqui a comentar-te!
Beijinho *

Brancamar disse...

Sempre tão belas escolhas poéticas e tão belas imagens. Este é um lugar onde nos apetece permanecer.
Beijos