segunda-feira, 9 de novembro de 2009

CECÍLIA MEIRELES

Clique nas fotos para ver no tamanho real

1º Poema: Leveza

Leve é o pássaro:
e a sua sombra voante,
mais leve.
E a cascata aérea
de sua garganta,
mais leve.
E o que se lembra, ouvindo-se
deslizar seu canto,
mais leve.
E o desejo rápido
desse mais antigo instante,
mais leve.
E a fuga invisível
do amargo passante,
mais leve.

Cecília Meireles

2º Poema: Serenata

Dize-me tu, montanha dura,
onde nenhum rebanho passe,
de que lado na terra escura
brilha o nácar de sua face.

Dize-me tu, palmeira fina,
onde nenhum pássaro canta,
em que caverna submarina
seu silêncio em corais descansa.

Dize-me tu, ó céu deserto,
dize-me tu se é muito tarde,
se a vida é longe e a dor é perto
e tudo é feito de acabar-se!

Cecília Meireles
http://ceciliameireles2009.blogspot.com/
Fotos Eduardo Poisl

13 comentários:

José Carlos Brandão disse...

Ofereço-lhe um poema

A CECÍLIA MEIRELES

Escala íntima, prece entretecida
reflexo alado e cântico delido,
a bailarina arremetida vela
o corpo ritmo pluma que se anela.

É fábula cativa nas retinas
em equilíbrio lírico feridas,
é uma estrela livre sobre o dia,
intacto raio verde-gris contido,

e pássaro de prata cristalina,
librada em árvores de seda breve.
Tranqüila ceifa as asas como pétalas

e cai espelho-concha de água e seta.
Fina imagem de flor que se enleva,
fantasia de brisa e luz reflete.

José Carlos Mendes Brandão

Eliana disse...

BOM DIA, Eduardo

Os pássaros dão um espetáculo no céu, não é mesmo? Hoje é dia de eu ir visitar minha neta e aproveitar para admirar a paisagem da natureza ao vivo.

Lá devido ter muita árvore e flores e eles colocarem comida para os pássaros e outros animais, como mico, fica um espetáculo particular.

Acho que se eu morasse num lugar com esta oportunidade, eu não ia querer mais nada a não ser desfrutar da natureza. Deus Sabe o Que Faz em não me permitir morar assim.

Um abençoado dia para vocês,
Fiquem com Deus,
Abraços,

Arantza G. disse...

Un saludo afectuoso y un beso,
Bellos son los versos que siempre encuentro. La selección es genial.

gaivota disse...

lindo, lindo, lindo! e a serenata da "gaivota"...
beijinhos

Angela Guedes disse...

Oi Eduardo!!!
Linda associação entre os belos poemas de Cecília Meireles e as suas fotos.
Um abraço, amigo.
Ãngela

Carmem L Vilanova disse...

Adoro Cecilia Meireles e como disse o comentario anterior, a associaçao dos poemas dela com suas fotos esta' simplesmente perfeito!

Beijos, flores e muitos sorrisos!

Eu Sei Que Vou Te Amar
Viver Integral

Victor Gil disse...

Amigo Eduardo.
Faz tempo atrás que me fizes-te uma surpresa no teu espaço. Chegou a hora de retribuir, não porque sinta necessidade de "pagar" por algo, mas porque não existe sítio melhor para procurar fotos de qualidade, que se adaptem a poemas sobre o mar, como nos teus espaços.
portanto vai a:

http://pedradosencontros.blogspot.com/

E a surpresa está lá.
Un abraço
Victor Gil

Agulheta disse...

Olá amigo! Aqui está uma poetisa de eleição minha,as palavras magníficas e fotos no contexto.Agradeço a vista ao blog e as palavras.
beijinhos Lisa

romantic disse...

quanta beleza a neste lugar entre poemas maravilhosos com divinas paisagens um abraço eduardo!

Cecília disse...

Lindo!!!
Lindos os poemas e as fotos!

Beijossss

HSLO disse...

Cecília sabe ser leve...adoro.


abraços

Hugo

Fernanda disse...

Amigo Eduardo,

Parabéns, mais uma vez, pelas suas belíssimas escolhas.
Conheço relativamente bem a obra da poetisa e gosto muito.


Abraço
Fernanda Ferreira (Ná)

RETIRO do ÉDEN disse...

Essas fotos e as palavras de Cecília...dizer o quê?

Deus está aí com vocês...nessa paisagem maravilhosa, mas também está em cada um de nós...não é mesmo?

Forte abraço,
Mer