domingo, 15 de novembro de 2009

TE PEÇO APENAS!

Clique nas fotos para ver no tamanho real


Que me deixes toar canções
e cantar com meus encantos
e desencantos a tua distante
ausência!
Que me deixes embalar
teu sono e nas minhas
fantasias estar sempre
contigo sem que tua imagem
ao amanhecer desapareça com as
estrelas!
Que me deixes sonhar contigo
e neste sonho realizar o que sinto
viver o imaginado
sem qualquer dor e
medo de acordar!
Que me deixes amar-te
calada...quieta
para que eu possa chorar
os meus dias tão frios
e tristes sem ti!
Te peço apenas
que sejas o meu espelho
para que eu possa refletir
em ti esta febre de minh'alma
dizer-te o que nem imaginas...
e nem te importas!

(celina vasques)

11 comentários:

José Ramón disse...

Cute história

Greetings from Spain

Sonia Schmorantz disse...

É um lindo poema! Aquela imagem de abertura do blogger está linda também!!
beijos, te amo

RETIRO do ÉDEN disse...

Bem... esta foto da água de encontro às rochas...está lindíssima.

Obrigada pelas palavras que deixou em nosso "retirito".
Connosco tem acontecido assim, DEUS tem-nos feito os IMPOSSÍVEIS, mesmo!
Foi uma bela alvorada o seu comentário.
Bem-haja
Forte abraço
Mer

RosanAzul disse...

Olá Eduardo! Bom Dia!
Já fui visitar a Sonia e agora estou aqui para te desejar uma feliz semana! Teu blog sempre com lindas imagens e belos poemas...
Parabéns! Paz, saude, sucesso sempre!
Beijos Luz!
Rosana.

Paula Raposo disse...

Lindo o mar nas tuas fotos a acompanhar um poema de amor...que mais se pode querer?!
Beijinhos.

Martinha disse...

Peço-te... que me deixes ser feliz ao teu lado. É o que me sugere esse texto. :D
Beijinho *

Fernanda disse...

Amigo Eduardo,

As ausências podem ser dolorosas quando se ama assim.

Belo demais. Muita paixão à flor da pele.

Abraço,

gaivota disse...

quenlindas fotos, eduardo, essa praia enorme e as ondas de encontro às rochas....lindo também esse poema de querer mesmo!
beijinhos

Malu disse...

Olá, Eduardo!
Absolutamente lindo.
Amo Celina Vasques, poetisa portuguesa.
Vou roubar e enviar a alguém que me é especial, pode? :-))))
Beijinhos, meu querido

Tuas escolhas revelam tua sensibilidade

elvira carvalho disse...

Um poema muito bonito. E as fotos sempre maravilhosas.
Amigo desculpe a ausência.
Acontece que a minha mãe, está cada dia mais dependente, (ela tem 83 anos e está paralisada do lado esquerdo devido a um AVC) tenho que tomar conta da minha neta Mariana, que fez 9 meses e a cada dia descobre algo novo, tenho que estar sempre atenta, e além disso ainda tenho umas encomendinhas de Natal e tenho que aproveitar que a vida está difícil.
De modo que o tempo evapora-se...
Um abraço e uma boa semana

Carmela Alves disse...

Que maravilha!

Bjus