quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

POENTE !

Clique nas fotos para ver no tamanho real


Eram horas...
A tarde já se debruçava no horizonte,
E o faroleiro já caminhava para o farol,
A noite já sorria do outro lado,
Acompanhada de um cordel de estrelas,
Eram horas...
A lua se enchia cada vez mais,
A cotovia já dera seu primeiro piado,
O mar já silenciara sua fúria,
E a preocupação tomava conta de meu ser,
Eram horas...
Marcáramos ali perto das dunas,
Na areia branca tal e qual a pele tua,
E tu não vinhas já fazia alguns minutos,
Em meu coração parecia eternidade,
Eram horas...
E tu chegastes feito garça no banhado,
Vestido brando e sorriso ensolarado,
Cabelos soltos só para me atiçar mais,
Abraço quente e beijo com frescor de noite,
Eram horas...
Fizemos ninho e nos amamos loucamente,
A galope, vagarinho ao sol nascente,
Repetindo e dividindo nossas sementes,
Como se fora a ultima hora desse poente.


Santaroza

15 comentários:

Sonhadora disse...

Meu querido eduardo
Lindissimo poema.
Belas fotos

Beijinhos
Sonhadora

Sonia Schmorantz disse...

Belíssima postagem, o poema escolhido e as imagens, lindos!
te amo
beijo

tossan disse...

Só não falo um palavrão aqui porque fica chato viu? Tu é fo....go! Adorei as fotos! A minha atual postagem é pra você. Abraço

poetaeusou . . . disse...

*
belo post,
,
poente
indicando o horizonte . . .
das palavras !
,
abraço,
,
*

Norma Villares disse...

Que coisa bonita...
Chegar como garça molhada...
Lindo!
E as fotos lindas!
Grande abraço

RETIRO do ÉDEN disse...

Fotos lindas especialmente a da ave.

Cultivar o Amor e a Verdade é igual a Liberdade.

Que as vossas luzes internas brilhem e se libertem para a eternidade, através da verdade e do amor em todos os vossos actos diários.
Forte Abraço
Mer

Fabrício Santiago disse...

Eduardo, com muito júbilo recebi seu comentário no meu acanhado blog, foi muito bom ver vc por lá, espero que nossa amizade se estreite ao longo das lidas dos textos e o admirar das fotos. Muito contente por vc mesmo.
Eu hoje dei uma atualizda no meu blog, espero vc por lá.
grande abraço do Fabrício.

José Carlos Mendes Brandão disse...

Caro Eduardo, postagem muiito boa - o poema e as fotos.
Um grande abraço.

Dois Rios disse...

Belo poema!
Adorei a segunda foto.

Beijos,
Inês

Carmo disse...

Eduardo, poema e fotos maravilhosos.

Obrigada pela partilha

Beijinhos


Carmo

Bom fim-de-semana

Sandra disse...

Agradecendo a sua visita e o seu carinho nos blogs.
Fico muito feliz com a sua presença.
A curiosa hoje está participando do blog: O que elas estão lendo. Passe lá e confira. Tem o link na curiosa.

Seu ppost está muito bonito. Poent.
Legal.
Com muito carinho lhe desejo um lindo final de semana.
Até mais.
Sandra

AFRICA EM POESIA disse...

Eduardo
Só Hoje respondo
não é normal eu demorar dois dias a falar com os meus amigos
.
Mas...tenho desculpa...A escola preenche-me o dia todo...e a noite é curtinha...

como estive a colocar livros nos envelopes o tempo foi escasso.
Agora mais liberta venho pedir desculpa pelo atraso e deixar ...poesia...
um beijinho

COR VERDE



Cor verde
Verde dos pinhais
E dos abetos
Que alegram
Os meus olhos...

----------
Olho-os e vejo
Os pássaros que chilreiam...
Que voam...
Que vivem plenamente...
A sua liberdade...

----------
E olho...
Fecho os olhos...
E sinto... que também eu...
Se fosse ave...

----------

Conseguia voar e ser...
Totalmente livre...

LILI LARANJO

HSLO disse...

Quanta paz eu percebo olhando essas imagens.


abraços

Hugo

Maria Letra disse...

Amigo Eduardo Poisl,
Eu peço-lhe muita desculpa, mas terei de pedir que por favor me envie o seu comentário de novo porque ao aceitá-lo, devo ter feito qualquer disparate porque não o encontro em lado algum. Tenho um aviso de comentários deficiente, porque não me especifica a que texto do blogue esse comentário se refere, o que não está bem. Tenho sempre que andar à procura em que texto está.

José Ramón disse...

Imagens interessantes. Criatividade e imaginação de fotos de Jose Ramon Obrigado pela sua visita e seus comentários.
Atenciosamente