quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

NAVEGAR EM TEU CORPO

Clique nas fotos para ver no tamanho real


Eu quero navegar assim,
Sentir o êxtase na alma
E morrer afogado assim,
No prazer íntimo
E suave do teu corpo...

Eu quero navegar assim
Em teus mares,
E descobrir os teus horizontes
No tresvario das ondas do teu corpo
Redolente, que induz ao clímax
Do amor ardente, em eternos ares...

Quero mergulhar
Nas profundezas do teu ser,
E tua beleza emergir
Para a atmosfera do amor
Onde nos encontramos sem dor,
E entre suspiros e murmúrios
Entregarmos-nos, para sermos um só...

Quero olhar em teus olhos,
Suaves, melindrosos,
Navegar em teu corpo
Com os meus dedos de afago,
Sentir tremer o teu corpo
Em uma nova explosão de amor,
E agarrar-te como um naufrago...

Para navegar assim,
Nas águas serenas do teu mar,
Ancorar no triângulo desta perdição
E deixar desaguar em nós
As águas de todos os mares,
Em gotículas de suor
Em nossos corpos efeverecentes
Nesta mesma emoção...

E no bálsamo desta navegação,
Deixemo-nos navegar na calmaria
Destas ondas, e no marulho de um beijo,
Deixe que sejamos tragados
Para o íntimo deste infinito mundo
Que é o amor que temos para amar...
Eternamente amar...

Nivaldo Ferreira

6 comentários:

Sonhadora disse...

Meu querido Eduardo
Muito lindo o poema, e as imagens maravilhosas.

Beijinhos
Sonhadora

tossan disse...

Magnífico o espelhos d'água! Você e a lagoa fazem muito bem! Abraço

Isa disse...

Continuo encantada com as suas fotos!
Hoje tem uma surpresa para si no "momentos".
beijo.
isa.

RETIRO do ÉDEN disse...

Muita paz, muita serenidade tudo pela mão de DEUS.
Poema bonito.
Forte abraço
Mer

Agulheta disse...

Eduardo.As palavras sempre me dizem algo aqui,num perfeito paraíso de espelho de água,fotografadas para nos deliciar.
Beijinho de amizade Lisa

Ana Maria disse...

Navegar e mergulhar juntos sempre buscando alcançar o mesmo horizonte.
Bjim no seu coração!