quarta-feira, 21 de abril de 2010

CAMPO DE MEDITAÇÃO



As estradas que sempre iam,
continuam indo, a despeito de mim
que por hora estou voltando...

Mas quando não houver
mais estradas para quem vai,
suave será a carona dos riachos
que são estradas feitas de lágrimas
de saudade dos amores viajados.

Continuarão, como os dias e as noites,
na direção do reino do nunca mais...
E como as rosas num leito de orvalho,
é possível que eu me reencontre comigo
em qualquer curva do crepúsculo
para o vasto espanto das manhãs
que terei deixado para trás...

E não posso evitar que seja assim:
as estradas levando a memória
do quanto eu ando de rosas
nas veredas do meu jardim...

Afonso Estebanez

7 comentários:

tossan disse...

Existem
tantas razões
para acordes,
razões de
uma simples
pauta para
continuar...
E tão certo
e monótono
seguir a solidão,
e tão difícil a tarefa
do novo sonho...
Existem segredos,
somente segredos...
por tossan

Meu amigo, bate uma saudade da Lagoa enorme. Belas fotos. Abraço

Nanda Assis disse...

.......................
............,|)......I\ EU
............/|)......|)\ ESTAVA
.........../.|)......|).\ NAVEGANDO
........../..|)......|)...\ E DEI UMA
........./...|)......|)....\ PASSADINHA
......../....|).......|).....\ POR
......./...,-- ---_...|.......\ AQUI PARA TE VER !!!
....'\==-,,;,,;,,;,,,,,,,-==;7~.~.~.~.~.~
...~.\__....__...__.....__/~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~

Espaço Aberto disse...

É com imenso prazer que chegamos até a sua casa e convidamos você a fazer parte do Espaço Aberto – Um blog para todos! Lá você em breve encontrará proposta para postagens coletivas (Tem uma ótima que já está pronta para ir ao ar!), sorteio de brindes, entrevistas, publicações dos mais diversos assuntos, enfim você não pode ficar de fora. Venha participar!

REGGINA MOON disse...

Eduardo,

Passando em visita...

Linda postagem....Parabéns!!!

Beijos,

Reggina Moon

Rosa Carioca disse...

Fotos sempre belas e lindos poemas.
Este blog transmite paz.

Graça Pereira disse...

Com alguma melancolia...mas perfeito para uma tarde de Outono.
beijo e bom fds
Graça

in natura disse...

Muito bonito Eduardo! Muito, claro que falo das fotos, mas o poema é belíssimo! Beijuss