domingo, 29 de agosto de 2010

A ONDA DO MAR

Clique nas fotos para ver no tamanho real


Caminho dentro da praia
uma onda beija o meu corpo
então estremeço-me todo
a onda levanta sua saia
tão branca e feita de espuma
me oferta um gemido de sal
cego de amor enlouqueço
a brisa me sopra um sinal
de repente na tarde marinha
a onda verde caminha
sem que eu a possa apanhar
tão tolo pensei fosse minha
não lembrei que o seu dono é o mar

júlio

3 comentários:

Sonhadora disse...

Meu querido Eduardo
Deixo um beijinho.

Sonhadora

tossan disse...

A poesia é sublime para acompanhar as tuas ótimas fotos. Tudo pertence ao mar e a terra e nada é nosso. Abraço

Agulheta disse...

Amigo Eduardo! Já algum tempo ausente,mas foi belo este regressar ao teu blog,uma bela poesia que me encantou,fala do mar,para não falar nas belas fotos que aqui coocas.
Beijinho de amizade