sábado, 11 de setembro de 2010

SAUDADES DO MEU PAI




Eu lembro do meu pai quando estou alegre,
quando estou triste,
quando acontecem coisas boas
ou quando acontecem coisas ruins.
Estou sempre lembrando dele.
Hoje já faz três anos que ele partiu,
hoje falar dele me traz tristeza,
e recordações. Antigas emoções.
No meu coração ficou uma enorme
e intensa saudade,
porque não mais verei o seu
sorriso e não mais escutarei sua voz.
é impossível não pensar nele,
querer homenageá-lo também. Saudade!

PAI TE AMO MUITO

11 comentários:

RETIRO do ÉDEN disse...

Um forte abraço cheio de sentimento e respeito pela ocasião.
Mer

Isa disse...

Como o Eduardo tem parecenças com
o seu Pai! Uma mistura natural dos dois:Pai e Mãe.
É uma dor que ñ passa nunca e mora no nosso coração.
Beijo.
isa.

Ivana disse...

Saudades dos pais, é uma saudade eterna. Um domingo cheio de paz no seu coração. Um grande abraço!

Solange disse...

Eduardo...

ainda bem que não partimos nunca nem dos afetos e nem das lembranças...

que lindo teu pai...
que amor bonito...

beijo grande

Victor Gil disse...

Amigo Eduardo.
Sei como te sentes. À cerca de 4 anos também perdi o meu. Sabendo que o caminho é mesmo que todos seguimos, cada um a seu tempo, fica sempre a sensação que algo da nossa vida fica mais pobre.
Um abraço e a minha solidariedade.
Victor Gil

Sonhadora disse...

Meu querido Eduardo
os nossos pais serão lembrados enquanto houver vida em nós, por mais anos que passem.
Quanta ternura nesse poema.

Beijinhos
Sonhadora

tossan® disse...

Também Eduardo, eu também, ele faria aniversário no dia 6 de setembro. Abraço

gaivota disse...

linda e sentida homenagem para quem nunca poderemos esquecer, o Pai e a Mãe...
beijinhos

HSLO disse...

as vezes bate uma saudade enorme do meu.

abraços
de luz e paz

Asas que ultrapassam os domínios do Sol disse...

Oi Eduardo,
estou retornando pois semana passada estava entretida com a feira pan-Amazônica do Livro, aqui de Belém. Como um presente de retorno encontro sua homenagem ao seu pai e sinto uma imensidão de afeto. São os pais nosso elo, não é mesmo? Existem elos incorrigíveis, de sincronia plena e melódica. Amor de família é música para um espírito.Deus guarde sua sensibilidade para que possas desfrutar desse amor sempre que precisares.
Hilda, Belém

Rosane disse...

Puxa não tinha visto essa tua homenagem........linda, tambem tenho muita saudades dele, o que me conforta o coração é saber que vou reencontrá-lo algum dia e agradecer a ele por ter me dado a vida...
Sempre reza por ele meu irmão........