domingo, 2 de janeiro de 2011

AMAR

Que pode uma criatura senão,
entre criaturas, amar?
amar e esquecer,
amar e malamar,
amar, desamar, amar?
sempre, e até de olhos vidrados amar?

Que pode, pergunto, o ser amoroso,
sozinho, em rotação universal, senão
rodar também, e amar?
amar o que o mar traz à praia,
o que ele sepulta, e o que, 
na brisa marinha, é sal, ou precisão de 
amor, ou simples ânsia?

Amar solenemente as palmas do deserto, 
o que é entrega ou adoração expectante, 
e amar o inóspito, o cru, um vaso sem flor, 
um chão de ferro, e o peito inerte, 
e a rua vista em sonho, 
e uma ave de rapina.

Este o nosso destino: amor sem conta, 
distribuído pelas coisas pérfidas ou nulas, 
doação ilimitada a uma completa ingratidão, e na 
concha vazia do amor a procura medrosa, 
paciente, de mais e mais amor.

Amar a nossa falta mesma de amor, 
e na secura nossa amar a água implícita, 
e o beijo tácito, e a sede infinita.

Carlos Drummond de Andrade

10 comentários:

Arantza G. disse...

Amar; una palabra que dice todo.
Buen año te deseo.
Besos

HSLO disse...

Amar, amar e amar...sempre.
Imagens lindas.

abraços

José María Souza Costa disse...

Uma criatuara pode tudo. Até Amar
Passei aqui lendo. Vim lhe desejar um Tempo Agradável, Harmonioso e com Sabedoria. Nenhuma pessoa indicou-me ou chamou-me aqui. Gostei do que vi e li. Por isso, estou lhe convidando a visitar o meu blog. Muito Simplório por sinal. Mas, dinâmico e autêntico. E se possivel, seguirmos juntos por eles. Estarei lá, muito grato esperando por você. Se tiveres tuiter, e desejar, é só deixar que agente segue.
Um abraço e fique com DEUS.

http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

tossan® disse...

Lindo poema de Drummond! As fotos são ótimas!
Agora vai começar a temporada pra valer em Floripa, talvez em março estaremos por aí. Abraço

Dora Regina disse...

Grande abraço...Desejo muito amor em sua vida, simplesmente!
Feliz 2011!!!

Solange disse...

quero para mim, e para todos um 2011 desse AMOR SEM CONTA...

que bela escolha Eduardo...

beijo grande

Sotnas disse...

Olá Eduardo, desejo que tudo esteja bem contigo, sempre!
Que belíssima postagem esta, está se tornando um costume, aqui cegar e encontrar sempre um belíssimo poema, agora é Carlos Drumond, provando mais uma vez seu bom gosto pela poesia, parabéns! E tem também as belas imagens pra acompanhar estes belos poemas. Seu espaço está deveras agradável, muito bom mesmo! Obrigado pela amizade ao longo do ano que se foi e espero ser merecedor dela neste ano que chegou repleto de vontade de fazer e ser feliz, grande abraço e até mais!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Caro amigo

Que o ano
que nasce
traga até ti alegrias plenas
e sonhos intensos.

Celylua - O blog das Letras disse...

Olá Eduardo, saudades literárias... Rsrsrs.
Adorei o poema... Carlos Drummond de Andrade é fantástico!!!
Parabéns pela magnífica postagem!!!
Deus abençoe você e sua família infinitamente.
Feliz dia de Reis!!!
Beijos no coração.
Com apreço e reverencia,
Cely.

Carmo disse...

Olá Eduardo,

Poema e fotografias excelentes.

Um abraço

Boa semana