sexta-feira, 14 de março de 2008

SINTO SAUDADES

Sinto saudade da saudade que me tinhas,
Das palavras molhadas na tristeza do tempo
Dos momentos de espera para te ver…
Olhava o relógio no seu caminhar lento,
Para do meu amor te voltar a dizer.
Dias que passavam como anos de Inverno,
Minutos juntos de primavera florida…
Passeios na praia sozinhos ao calor…
Paixão na mensagem do chocolate lida,
Palavras escritas que existem do nosso amor.
Hoje, voltaria a dizer que te amo…
Diria da mesma maneira aos teus olhos,
A noite não é a mesma mas voltava a dizer,
Num abraço que seja diferente pelo tempo,
Voltarei a dizer que te amo… até morrer.

osaldanossapele

2 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

Eduardo
Esta e uma poesia linda, daquelas que quando leio quase sinto...teu bom gosto e o mais admiro em ti.
T.A.

LILICO disse...

Crianças...Passando para ver como vão as coisas por aqui.Pelo que vejo,às mil maravilhas. Abraços