domingo, 17 de agosto de 2008

Preencho-te


Preencho-te,
contorno-te o corpo com as letras que te invento.
Faço-te, numa história de encantar,
um instante por revelar.
És folha branca onde deito as frases que me inspiras,
é virgem imaculada onde entrego em caracteres
os sonhos que me despertas.
Sinto o sabor da tua pele,
gosto salgado de um mar por secar,
lugar macio como seda onde adormeço.
És palavra, corpo de poetisa,
alma vagante,
que me afaga o corpo com a carícia das rimas.
És dia, és luz perpétua,
movimento constante que se entrega numa onda
sobre a areia solta da praia.
Traços, sobre curvas apertadas,
contornam a tua silhueta,
escrevo-te ao sabor do vento,
em campo aberto,
entre os seios doces que me ofereces,
por entre as sombras das tuas formas desnudas,
por todo o teu ser,
até tocar a alma,
nesta melodia inconstante que é o fogo da paixão,
o prazer que se solta de entre mãos.
De teus cabelos colho o perfume,
fórmula mágica que me enfeitiça,
água fresca que me desperta para este mundo mágico,
nova dimensão,
sensação de prazer eterno
onde cada letra representa um toque,
onde cada palavra é um beijo
e cada parágrafo um abraço terno
e sensual entre nossos corpos.


http://noite.do.sapo.pt/2007_02_01_arquivo.html

Um comentário:

paty disse...

A GENTE VIVE E DEIXA DE AMAR ...AMA MAS DEIXA ESTE AMOR EM NÓIS , MAS HOJE PUDE VER SE EU DEIXAR ESTE AMOR EM MIM VOU ENFRAQUECELO E ELE VAI SE SENTIR SÓ ...
OBRIGADO E CONTINUE ASSIM... ACREDITO QUE DEUS NÃO NOS FEZ PARA O MUNDO PORQUE HÁ AFLIÇÕES MAIS FEZ PARA ELE CABE HÁ NÓIS BUSCAR ESTE DEUS ... SEJA DE QUALQUER MANEIRA POIS ELE TBM SENTE FALTA DO NOSSO AMOR PARA COM ELE !!!