sábado, 18 de outubro de 2008

AH! ESSE AMOR...



...ah! esse corpo indócil
que se esgueira em sonhos
e murmura um canto
tão pleno de encanto
que ninguém conhece...

...ah! Esse olhar que grita
e se denuncia
pois não há mais jeito
de afogar no peito
essa fantasia...

...ah! Essa boca quente
a queimar em febre
e sentir a fome
e chamar teu nome
sem adormecer...

...ah! Essa voz que pede
em palavras mudas
um abraço forte
pra livrar da morte
esse amor tamanho!

http://emmimumsonhoazul.blogspot.com/

Um comentário:

Ana Martins disse...

Belíssimo este poema de Zélia do MUNDO AZUL.

Beijinhos