quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Adeus


Molhei os pés nessa onda
que rebentou no meu olhar
e o pôr-do-sol sorriu
num aceno de despedida.

A brisa saudou-me
num brinde de nostalgia
e o mar inquieto
murmurou o secreto desejo.

Na passagem do testemunho
despedi-me do rosto (que partiu)
fiquei com as lágrimas
e a solidão da noite.

http://poesiadepauloafonso.blogspot.com/

2 comentários:

Só Eu disse...

Olá Eduardo.
Tens um espaço muito bonito onde a poesia saltita de post para post. Excelentes escolhas.
Parabens
Ricardo

O mar me encanta completamente... disse...

Simplesmente deslumbrante tua sensibilidade.
Gosto de estar aqui...

Meu carinho sempre.

Glória