sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Emoções diferentes


Junto ao molhe da praia de todas as paixões
De areia quente dos sonhos eternos sonhados
Olhei o mar e senti todas as emoções
Dos que por ali caminham apaixonados.

Voltei ao meu silêncio acomodado
Procuro no horizonte o teu sorriso
As gaivotas chamam o teu nome encantado
Para te dar o meu coração quando for preciso.

Mas o mar velho amigo confidente
Que beija o molhe em todo o momento
Mostra o seu amor transparente
Enquanto lhe falo no meu desalento.

Volto a estar triste pelas madrugadas
Nos meus sonhos onde tu és uma canção
Aqui, com brisas em noites perfumadas
Sou feliz sozinho com a minha solidão.

http://osaldanossapele2.blogspot.com

2 comentários:

Paula Raposo disse...

Gostei destas quadras. Beijos e obrigada pelo que vais partilhando connosco.

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Eduardo, adorei o poema e a bela fotografia da Ilha das Flores-Açores... Muitos beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha