quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

lagoa da conceição florianopolis sc

Escrevo no tempo, um conto
Nosso sorriso, nosso encontro
Nos versos, tranqüilizo
Deslizo em poesia.
Navego no mar de calmaria
E também de ventania.
Vejo cores em nossos beijos
Sabores, toques sedutores
Descubro o amor, a paz e a liberdade.
Flutuo longe com suavidade
Aproveitando o vento que gentilmente
Vem a nosso favor...

...a paciência me abraça quando preciso
esperar a ventania passar.

(Bandys)
http://esconderijodabandys.blogspot.com/

2 comentários:

João da Silva disse...

Bandys, querida, você me tocou profundamente com estes versos. Acho mesmo que cada passo que damos é uma linha que traçamos no livro do tempo, no livro da vida. As metáforas são riquíssimas. O abraço de uma virtude é um pedaço de nosso autodescobrimento.
Amei!
Beijinhos carinhosos do João

Bandys disse...

Eduardo,

Que surpresa!
Agradeço por ter postado meu poema.
E a lagoa da Conceição é lindisima.

Desesjo um feliz natal e um super 2009!

Beijos