domingo, 28 de dezembro de 2008

O Mar… Tu e eu!


Neste poema, fora eu o mar,
E tu, nas minhas praias, uma fraga,
Eu vinha de mansinho para beijar
A tua face, como quem te afaga!

Quando na maré-alta, o mar alaga,
Me enfunava também, para te inundar!
Num abraço de amor, em terna vaga,
Lágrimas te deixando, ao recuar…

E naquele vaivém, constantemente,
Levava uns pedacinhos, docemente,
De ti, na mais afável erosão…

Sem se notar, milhares de anos depois,
O nar sereno, éramos nós dois,
Um todo só, na mais linda união.

http://robinsoncrosue.spaces.live.com

6 comentários:

Luiz Caio disse...

Olá caro amigo!
Um lindo poema... Doce inspiraçâo!

OBRIGADO PELA VISITA E PELA BELA MENSAGEM QUE DEIXOU!

TENHA UMA ÓTIMA NOITE!

BOAS FESTAS, E FELIZ ANO NOVO!

Entre "aspas" disse...

Os meus votos que 2009 seja um ano de esperança, de paz, de saúde e alegria e também, se possível, de alguma prosperidade.
Bjs Zita

poetaeusou . . . disse...

*
neste poema
sinto o vaivém
de vagados sonhos
sabendo a mar,
,
um abraço,
,
*

Pico minha ilha disse...

Que o novo ano que está a chegar lhe traga paz, amor, saúde e tudo de bom para si e seus.Abraço

Eu disse...

Muito lindo o seu Blog! Textos e imagens de muito bom gosto, parabéns!

manzas disse...

"A cada dia de nossa vida, aprendemos com nossos erros ou nossas vitórias, o importante é saber que todos os dias vivemos algo novo. Que o novo ano que se inicia, possamos viver intensamente cada momento com muita paz e esperança, pois a vida é uma dádiva e cada instante é uma benção de Deus".

" UM FELIZ ANO DE 2009 "