sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Amo o silêncio do espírito


Amo a brisa transparente
No voo de águia,
Asfalto coberto de nenúfares
Na selva da vida,
Raios de aljôfar
Rendilhados de madrugadas,
Alma pérola esvoaçante
Em almejados lampejos,
Amo o silêncio do espírito
Vivente na natureza,
As águas selvagens
Na crina ao vento
Galope sem trilho
Nos indomáveis equídeos,
O sol que refulge no mar
A chuva que lava o ar
Os pequenos nadas
Feitos grãos de areia
No charco da existência
//////
poema e foto-Luna
http://multiolhares-poetadaspiramides.blogspot.com/

10 comentários:

Isa disse...

Bom fim de semana!
Esta foto é linda.Cliquei nela e encheu o meu ecran.Dava a sensação
de q. tinha a praia e o mar,mesmo
ao pé de mim!
A nossa Amiga Luna tem fotos magníficas.E o poema? Gostei muito.
Beijo.
isa.

Sonia Schmorantz disse...

Boa escolha amor, o poema é delicado e muito bonito.
beijão

Karla Moreno disse...

Desejo-lhe o mesmo! Um carnaval repleto de festas e alegrias, e acima de tudo: Paz!

Esse texto que colocaste do Jabour é tudo:
"Ama- se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca. Ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam, pela fragilidade que se revela quando menos se espera."

Adoro. rs
Beijos querido,
Kakau.

Conceição Duarte disse...

"No charco da existência" Caramba! ë isto mesmo. MUito lindo seu poema. Bjus CON

Bom carnaval e se cuida, CON

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO EDUARDO, BELA POSTAGEM DA NOSSA QUERIDA LUNA... UM GRANDE ABRAÇO DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

Karla Moreno disse...

hello
check this: http://www.sourceradix.com/sw4.html

manzas disse...

Obrigado amigo pelo seu Post em baixo...

O mundo adormece na cama do céu
Enquanto permaneço acordado no teu roseiral…
Vigilante no teu galante corpo, rosa sem véu
Batem janelas inquietas, pétalas em temporal

Neste momento,
Desejo
Um bom fim-de-semana
Materializado em harmonia
Com muita alegria…
Um excelente CARNAVAL
Com muito divertimento
Desmascarando amor
Com paz,
Cheio de muita folia…

O eterno abraço…

-MANZAS-

Jorge Vieira Cardoso disse...

um homem e um poeta sem dúvida alguma, gosto de si na poesia com que me presenteia.

abraço e até sempre...

Luísa disse...

"Amo o silêncio do espirito" e o seu ruido por não falar!

Bjnh

Multiolhares disse...

que dizer... é um dos poemas que mais gosto
obrigada por mostrar os trabalhos de outros amigos da net
bj