domingo, 29 de março de 2009

Cumplicidade


Os teus olhos são uma tentação
para quem tem a nobre ousadia
de, neles espelhando o coração,
se deleitar com a divina alquimia

Neles se encerra a doce química
que ao desesperado dá alento,
quando, já sem a força anímica,
chegado julga o último momento

Quando te olho tenho a sensação
de te conhecer há uma eternidade
e de ter sobrevivido a uma paixão

que em mim jaz e ecoa na saudade
onde o amor renasce e colhe a solidão
que no teu olhar se faz cumplicidade...


Lud MacMartinson

9 comentários:

frAgMenTUS disse...

a magia de um olhar expresa assim em poesia :)

gostei, Edu (nome do meu caçula)
bj

(hummm música italiana :)

frAgMenTUS disse...

adorei a música, estou a escutá-la
mandas-me p/mail, p/favor?
bj e obrig

frAgMenTUS disse...

Tiziano Ferro "Imbranato" (já vi aqui)
se me apetecer colocá-la tb ao som das minhas ondas, não te importas? ;)

Xana disse...

"Quando te olho tenho a sensação
de te conhecer há uma eternidade
e de ter sobrevivido a uma paixão"

E quando o olhar nos engana?
Para mim as acções são bem mais fiáveis, apesar do olhar ser muito penetrante , já acreditei mais que o olhar é a janela da lama...
beijinhos e boa semana

Arantza G. disse...

No hay cosa más bella que contemplar a la persona que amas.
Besos

CelyLua - O blog das Letras disse...

Querido Poeta!

Eduardo eu agradeço de coração tuas abençoadas e belas palavras aos meus humildemente textos... Muito obrigada!
É sempre uma imensa satisfação visitar teu blog... Adorei ler este belíssimo texto, ouvir esta bela música, e, ver também estas belíssimas paisagens... É realmente uma verdadeira ‘paz’ ao espírito! Tua inspiração é divina!!
Parabéns Nobre Poeta!!!
Deus abençoe infinitamente você e tua família.
Beijo de poesias, rssss.
CelyLua, Amiga e fã das boas palavras...

Muito obrigada!

poetaeusou . . . disse...

*
a cumplicidade
que me obriga a visitar-te,
>>>>> com todo o gosto <<<<<
,
aquele abraço,
,
*

Ana Martins disse...

Caro amigo,
você prima mesmo nas escolhas dos poemas, tem bom gosto e muita sensibilidade!

Maravilhoso este soneto!!!

Beijinhos.

neide disse...

Lindo Eduardo, sempre com belos poemas, adoro vir te ler meu amigo.

Feliz semana.

Bjsss