terça-feira, 26 de maio de 2009

DESPERTA, AMOR


São teus meus versos, versos que escrevi,
À luz da Lua, em noites estivais,
A reviver as horas que vivi …
Sonhos de amor que não voltaram mais.

Rolaram meses, anos, na voragem
Do tempo que já tudo destroçou …
Somente, emoldurada, a tua imagem,
Dentro em minha alma, estática, ficou!

Por que não vens, mulher, por que não vens
Dizer-me que me queres tanto, enfim,
Como então me querias, se ainda tens
O coração a palpitar por mim?

Por que motivo tentas esconder,
No olhar furtivo, o amor que te atormenta?
Não turves a alegria de viver,
Que, assim, da própria vida se afugenta?

E dá-me as tuas mãos, as mãos que, um dia,
Afagaram meu rosto, ternamente …
Desperta, amor, que a vida é agonia
Dos céleres minutos do presente! …


José Maria Lopes de Araújo

4 comentários:

CelyLua - O blog das Letras disse...

Querido Eduardo,

Agradeço de coração sua visita e palavras...
Visitar teu abençoado e belo blog é sempre encanto aos olhos da minha mente.
Poema belíssimo...
Parabéns ao Nobre autor!
Suas fotos estão deslumbrantes...
A música é linda...
Eu adoro essa música!
Deus abençoe infinitamente você e todos os seus familiares...
Beijos de paz.
Com apreço e carinho a tua brilhante inspiração,
CelyLua, Amiga e fã do teu abençoado blog.

Muito obrigada!

Rosemari disse...

Lindo , romantico, tudo que eu precisava ler hoje!!

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Eduardo.

Linda essa poesia.
Romântica e cheia de ternura.

"Desperta, amor, que a vida é agonia
Dos céleres minutos do presente!"


BOA NOITE E BONS SONHOS!!!

♥.·:*¨¨*:·.♥ Beijos mil! :-) ♥.·:*¨¨*:·.♥

Ana Lúcia. disse...

Prezado Eduardo,
Passear aqui,
é ouvir os sentimentos q
ue pairam sobre a vida perfeita!
É sentir o som da rosa
quando em verso e prosa
se torna vida...som...luz... e amor!
Parabéns, pela beleza que sempre colhemos aqui!!
Beijãozinho!