quarta-feira, 27 de maio de 2009

FOLHAS AO VENTO


Minhas angústias são como folhas voando,
Chorando ao desprender do ramo que amavam.
As folhas caíram depois da ventania,
Vento que foi cantando, distante,
Levantando a areia da praia
De águas frias, cantantes, coloridas...
Vento agreste levou as folhas para o mar.
Sem mais o ramo para ficar,
vaguearam, rolaram,
Perderam toda a seiva que as adoçava...
O vento sempre as levar,
sem rumo, sem magia
Levou também a brisa doce dos meus versos,
Fez-se outono em mim, tamanho o abandono
De uma alma desfolhada que após o vento
Também caiu...

Sônia Schmorantz

10 comentários:

Adolfo Payés disse...

Hermoso poema.. siempre es un gusto leer los poemas..

saludos fraternos
un abrazo

Isa disse...

Como é lindo o Amor.
Gostei do Poema, gostei das fotos,
gostei do vosso AMOR.
Beijo.
isa.

Patrícia Lara disse...

Olá, Eduardo!

Obrigada pelo comentário lá no meu blog. Eu havia visto que vc tinha me adicionado aos seus seguidores e tentei muitas vezes entrar no seu blog, pelo link que vc deixou lá no meu, mas não consegui.

Que bom que vc comentou... rs (assim consegui vir e conhecer o seu espaço, que é maravilhoso!).

Parabéns pelos poemas, pelas fotos, pelo amor que vc canta e pelo lugar lindo que vc vive.

Eu morro de vontade de conhecer Florianópolis. Tenho amigas que já foram aí várias vezes e voltam, cada vez mais deslumbradas. rs

Um grande abraço a vc e a sua amada e desculpe a demora em vir te visitar... é que de fato eu não estava conseguindo entrar no seu blog. Agora, voltarei mais vezes... rs

Patrícia Lara

tossan disse...

Belíssima poesia! Muito! Abraço

Quem dera
descalço
sentir a fonte
os seixos
e as marés
quem dera
que meu rosto
fosse espelho
juro
que nessa terra
eu naufragava
pra sentir
o beijo
dessa imensidão
ao meus pés...!
(utopia das palavras)

Minha vida em capítulos disse...

Oiee

Te vi no blog da Karla e passei por aki...

Mto lindo os poemas!

Parabéns!

Bjão *-*

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO EDUARDO, COMO É LINDO O TEXTO DA SÓNIA... TOCOU O MEU CORAÇÃO AMIGO... ABRAÇOS PARA OS DOIS,
FERNANDINHA

neide disse...

Eduardo, a Sonia está cada vez melhor, poema lindo!

Vou sim visitar seu blogger.

Bjss amigo.

Luísa disse...

Não me surpreende a bela escrita da Sónia!
Sempre bela...
Beijinho terno!

AFRICA EM POESIA disse...

Com carinho deixo...


Alta noite



Noite, noite alta..
Noite quente, muito quente
Em que mesmo de noite, sufoca...
E neste calor abrasador...
Eu estou só...
Olho o tecto do meu quarto
E deixo-me estar...
Embalo-me nos meus pensamentos...
E numa "tipóia" eu deixo-me transportar...
E com os olhos fechados, bem fechados...
Para não sofrer...
Eu acabo por me deixar embalar...


Lili Laranjo

Ana Lúcia Porto disse...

E assim, "fez-se noite em meu querer"... Que devastação dolorosa!
Bjs,
Ana Lúcia.