terça-feira, 16 de junho de 2009

QUANDO CHEGA A NOITE


Quando chega a noite
o ar cheira a pele...
Aromas de vida,
batimentos do meu peito
encadeado ao teu...
Sinto...
como os teus sentidos
se atam aos meus...
Quando a noite chega
brilhantes astros
tremem no firmamento
do nosso céu...
Cintilam...
invejando o toque de fogo,
com que o Teu olhar
faz Amor...
com o Meu...

http://alquimiademim.blogspot.com/

Imagem 01 Internet
Imagem 02 Eduardo Poisl

3 comentários:

Conceição Duarte disse...

Olá meu amigo, como vai? Lindo o poema ... extremamente romântico, puro!

Boa semana, con

Paula Raposo disse...

Que beleza de poema escolhido!! Beijos.

Bela disse...

Ah a noite ... essa companheira do mistério, da fantasia e dos sonhos!