sábado, 11 de julho de 2009

PABLO NERUDA


1º Poema; Amor

Amor, quantos caminhos até chegar a um beijo,
que solidão errante até tua companhia!
Seguem os trens sozinhos rodando com a chuva.
Em taltal não amanhece ainda a primavera.
Mas tu e eu, amor meu, estamos juntos,
juntos desde a roupa às raízes,
juntos de outono, de água, de quadris,
até ser só tu, só eu juntos.
Pensar que custou tantas pedras que leva o rio,
a desembocadura da água de Boroa,
pensar que separados por trens e nações
tu e eu tínhamos que simplesmente amar-nos
com todos confundidos, com homens e mulheres,
com a terra que implanta e educa cravos.

Pablo Neruda

2º Poema: A Noite na Ilha

Dormi contigo a noite inteira junto do mar, na ilha.
Selvagem e doce eras entre o prazer e o sono,
entre o fogo e a água.
Talvez bem tarde nossos
sonos se uniram na altura e no fundo,
em cima como ramos que um mesmo vento move,
embaixo como raízes vermelhas que se tocam.
Talvez teu sono se separou do meu e pelo mar escuro
me procurava como antes, quando nem existias,
quando sem te enxergar naveguei a teu lado
e teus olhos buscavam o que agora - pão,
vinho, amor e cólera - te dou, cheias as mãos,
porque tu és a taça que só esperava
os dons da minha vida.
Dormi junto contigo a noite inteira,
enquanto a escura terra gira com vivos e com mortos,
de repente desperto e no meio da sombra meu braço
rodeava tua cintura.
Nem a noite nem o sonho puderam separar-nos.
Dormi contigo, amor, despertei, e tua boca
saída de teu sono me deu o sabor da terra,
de água-marinha, de algas, de tua íntima vida,
e recebi teu beijo molhado pela aurora
como se me chegasse do mar que nos rodeia.

Pablo Neruda
Fotos Eduardo Poisl

12 comentários:

Codinome Beija-Flor disse...

Edu,
Tudo indica que a amada Sônia, vai receber os "CEM SONETOS".
Linda declaração de amor.
Bjos aos dois

José Carlos Brandão disse...

Sonhando, embalado pelas imagens de Pablo Neruda... Bela companhia!

Abração.

Marina-Emer disse...

muy bella poesia de Pablo NERUDA...ME GUSTA MUCHO .
FELIZ DOMINGO
BESOS
MARINA

Alda do Crítica disse...

Meu amigo Eduardo, não conhecia estes versos de Neruda que com a sensibilidade da tua alma de poeta me brindou nesta manhã.

Que Deus te ilumine sempre assim nesta infinita doçura de alma.

Bom domingo e boa semana.
Alda

Bela disse...

Caro amigo,

É sempre bom vir visitá-lo e deparar com estes lindos poemas, adorei as fotografias também.

Um beijo e uma excelente semana

Pena disse...

Genial Amigo:
VOCÊ tirou-me tudo o que pudesse dizer...
Simplesmente...DIVINAL!
Uma poesia fabulosa, acredite?
Abraço respeitador e amigo

pena

Deixei-lhe algo na "Ilha".
Bem-Haja, extraordinário poeta amigo.

©tossan disse...

Em matéria de amor e familia, parece que tenho muito a aprender com esse casal muito bonito dessa Ilha. Neruda pra ela... Abraço

E fotografia, não deves nada a ninguém! Fotogras muito bem mesmo!

Anônimo disse...

Meu querido Amigo,gosto de Neruda.
Muito mesmo.
Mas alegra-me e comove-me,+ e + e +
o Vosso AMOR...
São tão puros,tão do peito q. já deitei uma lágrima. De Alegria por vocês.
Beijo.
isa.

Menina do Rio disse...

Dois poemas maravilhosos!
A noite, no silêncio da ilha, acordam os amores.

Deixo-te um beijo de boa semana

Anônimo disse...

Poemas que canta o amor, minha admiração por esse poeta é tremenda. Adorei suas imagens, ficaram sensacionais, que lugar lindo.

Boa semana para vc e sua familia.

Abraços.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Sandra disse...

Oi amigo!
Te espero em curiosa.
curiosa atingiu seus 100 seguidores. Tem selo para vc.
Sandra