domingo, 12 de julho de 2009

FERNANDO PESSOA


Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.

Fernando Pessoa

Acordo de noite subitamente.
E o meu relógio ocupa a noite toda.
Não sinto a Natureza lá fora,
O meu quarto é uma coisa escura com paredes vagamente brancas.
Lá fora há um sossego como se nada existisse.
Só o relógio prossegue o seu ruído.
E esta pequena coisa de engrenagens que está em cima da minha mesa
Abafa toda a existência da terra e do céu...
Quase que me perco a pensar o que isto significa,
Mas estaco, e sinto-me sorrir na noite com os cantos da boca,
Porque a única coisa que o meu relógio simboliza ou significa
É a curiosa sensação de encher a noite enorme
Com a sua pequenez...

Fernando Pessoa
Imagens Eduardo Poisl

10 comentários:

EternaApaixonada disse...

Obrigada pela visita, Eduardo.
Encontrar aqui em suas últimas postagens, além da usual beleza, Fernando Pessoa, Pablo Neruda, Cecília Meireles, Lya Luft, Miguel Torga, verdadeiros deleites para quem aprecia a poesia!
Obrigada também por isso!
Um ótimo final de domingo e uma semana muito feliz, junto aos seus!
Beijos

Lígia Rosso disse...

Olá meu amigo Eduardo! Muito obrigado pela visita no blog. Receba meu abraço e entregue meu carinhoso abraço para a Sônia também. Quanto ao meu poema para o teu novo blog, fique a vontade para escolher o que quiser, tenho alguns recentes postados lá no meu blog, escolha o que desejar. Uma ótima semana!

Nanda Assis disse...

boa semana meu querido.

bjosss...

Bela disse...

O primeiro poema de Fernando é leccionado nas escolas Portuguesas, não só por ser Fernando Pessoa, mas, porque conta uma parte muito importante da nossa história.
O povo vivia da pesca e mesmo havendo uma grande paixão pelo mar, este tirava muitas vidas deixando as mulheres viúvas e mães sem filhos.

Um beijo e uma boa semana

Sandra disse...

Meu amiga Poeta!
Tem um selo especial para vc. em curiosa.
Passe lá.
Com carinho
Tem selo na curiosa, pelos seus 100 seguidores. Esta festa é sua também. Passe lá e eleve o seu selo.
Continue me visitando, logo fari um bolo para comemorar.
Com carinho
Sandra.

Everson Russo disse...

Bom dia meu amigo, deixando a ti um forte abraço e o desejo de uma otima semana pra voce e todos os seus...

www.olivrodosdiasdois.blogspot.com

{♥Åññä Lµí§ä♥}_L€ØNARÐØ disse...

Tô de volta!
Obrigada pela atenção e carinho!
Vim deixar meu carinho e lhe desejar uma bela semana com muito amor!

Fique com Deus!

Feminilidades disse...

Olá Amigo Eduardo...

Vim cá agradecer-te a presença constante... sempre com teus gentis comentários a me estimular... Peço desculpas pelas mudanças do blog, mas são apenas o reflexo das que ocorrem em mim...
Tua Página para Dois é perfeita para dois, três e mais...srsr... sempre lindas postagens, de muito bom gosto...

Obrigada pelo carinho de sempre...

Abraço!

Viviane Ramos

a magia da noite disse...

o sal das lágrimas da saudade, palavra única que em todos nós vem cravada de sal desse mar, de sentidos feito.

Dois Rios disse...

Obrigada pela delicadeza das suas palavras. Tão logo volte à ativa, voltarei a visitar as suas belas páginas.

Abraços,
Inês