quarta-feira, 1 de julho de 2009


Saudades tuas,
Das palavras que me dizes,
Da alegria que me trazes,
Do bem que me fazes
Estou com saudades tuas,
Do teu beijo molhado,
Do teu corpo suado,
Pelo amor retratado
Estou com muitas saudades tuas,
Do meu corpo no teu,
Do teu beijo no meu,
Do amor mais sincero,
Que só tu me deste e que continuas a dar
Estou morrendo de saudades,
Meus olhos brilham,Meus lábios secam,
Meus pensamentos perdem-se,
Num pacto de Amor,
Que a minha vida fez contigo.

my_feelings.blogs.sapo.

Busca, vagamente garimpeiro
Nas pedras do mar, as ostras,
E nelas o que ainda seja pérola,
Nela o que ainda seja alegria
No imenso oceano de naufrágios.
Porém, não mergulhes profundo.
Não alimentes mágoa na sombra.
Estar na escuridão não é fuga...
Se a luz tocar o rosto, as mãos
O rosto, as mãos serão luzes e
Emergirão clarão amanhecente.

Antonio Miranda Fernandes
Imagens Eduardo Poisl

8 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

Um poema lindo, de amor e saudades, como são nossos sentimentos após algumas páginas que devem ser viradas...sabe o que digo!
beijos com amor, está belíssimo, emocionante...

Conceição Duarte disse...

DOCES AS PALAVRAS E CALMAS AS FOTOS, MUITO BONITO, BJKS CON

.simone disse...

muito obrigada pelo comentário, estava exatamanete na sua página quando voltei, vir seu comentário...

saudade! que lindo poema, um sentimento perverso que teima em nos deixar maltratar...

linda noite pra vc

durma bem!!!
bjs

Agulheta disse...

Que poderei dizer mais além das palavras? O amor é lindo,e todos deveriam amar com toda a sua alma,só assim tudo seria diferente.
Beijinho.

Branca disse...

Linda declaração Eduardo...espero que vocês matem essa saudade logo, logo...

Bjo.

Minha vida em capítulos disse...

Como sempre os poemas estão lindos de mais!
Aah, obrigada por comentar lah, e boa sorte para o seu Grêmio hoje [tah difícil neh?! =D]

Bjão querido!

Marta Vasil disse...

Boa noite Eduardo

Gostei particularmente de ler o primeiro poema onde o amor se revela em plenitude.A Sónia está linda a emoldurar as palavras do poema.

Beijinho e bom fim de semana

MV

Alda do Crítica... disse...

Maravilhoso gaúcho, tens a poesia, um grande amor, o mar marvilhoso para te inspirar, és completo. Que deus te abençoe.

Abraço
Alda