domingo, 23 de agosto de 2009

POEMA DE ALBANO MARTINS



Tu choravas e eu ia apagando
com os meus beijos os rastos das tuas lágrimas
- riscos na areia mole e quente do teu rosto.
Choravas como quem se procura.
E eu descobria mundos, inventava nomes,
enquanto ia espremendo com as mãos
o meu sangue todo no teu sangue.

Não sei se o mundo existia e nós
existiamos realmente.
Sei que tudo estava suspenso,
esperando não sei que grave acontecimento,
e que milhares de insetos paravam e
zumbiam nos meus sentidos.
Só a minha boca era uma abelha inquieta
percorrendo e picando o teu corpo de beijos.

Depois só dei pela manhã,
a manhã atrevida,
entrando devagar, muito devagar e
acordando-me.
Desviei os meus olhos para ti:
ao longo do teu corpo morriam as estrelas.
A noite partira. E, lentamente,
o sol rompeu no céu da tua boca.

Albano Martins

13 comentários:

gaivota disse...

um poema muito lindo e as fotos... fico com as gaivotas, as irmãs das minhas meninas daqui!
boa semana
beijinhos

a magia da noite disse...

o amor é feito de uma presença constante.

Olhar o mar disse...

Olá Eduardo,

suas fotos e poemas - lindo, como sempre.
Nas fotos sente-se seu amor pela vida e repercute sua felicidade no amor.

Um grande abraço de amizade deste outro lado do mar.
olharomar

Fernanda disse...

Amigo Eduardo!

Poesia maravilhosa.
Você tem esse dom de saber escolher, porque ama a poesia e só pode ser uma pessoa doce e sensível, igualmente maravilhosa.
Parabéns.

Beijo
Fernanda Ferreira

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO EDUARDO, MARAVILHOSO POEMA... SIMPLESMENTE SUBLIME!!!
AS TUAS FOTOS ESTÃO LINDAS... PARABÉNS!!!
ABRAÇO-TE COM MUITO CARINHO,
FERNANDINHA

Everson Russo disse...

Belissimo poema, sensivel e acolhedor...forte abraço e uma semana de paz...

Vivi disse...

Oláaaa
Tudo bem.
Andei ausente. E agora mudei de blog. O endereço é http://viviandias7.blogspot.com.


Abraços

Tatiana disse...

Olá Eduardo!

Que poema maravilhoso!

Desejo uma ótima semana para você!
Um beijo carinhoso

RETIRO do ÉDEN disse...

Maravilhoso...poema e fotos nada a crescentar.
Ficámos encantados.
Bem-haja,
Abraço
Mer

Gaspar de Jesus disse...

Caro Eduardo
Muito obrigado pela visita.
BOAS FOTOGRAFIAS é o que não falta por aqui!
Então esta que encima o seu blogue é FABULOSA!
Imagino que seja de sua autoria e por isso aceite desde já os meus sinceros PARABÉNS.

Indiana disse...

Hola Eduardo,
Lindo poema,amei as fotos.
Nossa como não moro no Brasil,quando veja essa paisagem sinto muita saudades.
Da praia,do sol,das pessoas,não há povo no mundo mais gentil quanto os brasileiros.
Parabéns,pelo seu blog.
Indiana

Agulheta disse...

Eduardo.Todo o coração doce e sensível gosta de poesia,ela canta ao nosso interior,nos diz sentimentos da vida,momentos vividos,o sol no entardecer,o pássaro que canta,o amor pelos outros é poesia,é essa que eu leio aqui nas minhas visitas e que adoro.
Beijinho no teu coração amigo.

Fabricante de Sonhos disse...

Nossa! " E lentamente o sol rompeu no céu da tua boca"
Quer algo mais lindo e poético?

Parabéns ao autor e uma bela escolha sua amigo!

Adorei passar aqui e beber um pouco dessa poesia!

Um beijo mágico e uma ótima semana!!!