sábado, 10 de outubro de 2009

PERCEPÇÃO

Clique nas fotos para ver no tamanho real


O mundo te rodeia de cercas e desejos,
te comprime no refúgio de teu quarto
e te restringe à lâmina das coisas
no seu fino acontecer.

Todavia, o amor é para toda a vida,
é para sempre e um dia e mais talvez:
o amor te prende às palavras e te liberta
na invenção de alguns códigos e silêncios.
É possível que a tua cota de realidade
seja agora por demais excessiva
e apenas te deixe perceber os possíveis
de outros planos e subversões.

Vê como as cortinas disfarçam o teu olhar,
como as ruas se enrodilham aos teus pés
e como algumas veredas vão desaparecendo
nos teus desertos e viagens.
Que seria de ti sem os teus espelhos?
sem a jarra-de-flores que guarnece
o espaço dessa mesa de pernas para o ar,
com velhas catacreses da gaveta?

É para ti que as águas vão polindo
os sentidos desse único sentido
ainda vulnerável, mas perdido na cena,
no espetáculo obsceno de ti mesmo.

Gilberto Mendonça Teles

14 comentários:

Eliana disse...

"Que seria de ti sem os teus espelhos?"

Eu não poderia caminhar, sem os meus "espelhos".

Até amanhã, se Deus Quiser...
bjs.

direitinho disse...

Olá bom dia
Este mundo limita-nos ao espaço fisico e aos acontecimentos diários.
Só não poderá limitar o amor porque esse não tem limite, não tem espaço e nunca se poderá medir o seu volume.
O sentimento de amor é tão grande que nem isso poderemos defenir.
Vamos cantando o amor porque isso nos dá prazer e nos reforça essa vida ilimitada num interior que se exterioriza.

Paula Raposo disse...

Lindo poema! As fotos maravilhosas! Beijos.

Olhar o mar disse...

Olá Eduardo,

Aqui estou. uma vez mais, rendido este sitio que nos cativa com as suas imagens e poemas.

Um bom domingo e uma optima semana de trabalho,

um abraço deste outro lado do mar
olharoamr

Cris disse...

Olá, poeta amigo,

Depois de uma pausas, o retorno.Casa arrumada, reorganizada.
Apareça.

Beijão.

RosanAzul disse...

Olá Eduardo! Passando para visitar o teu espaço e te desejar um bom domingo!
Lindo poema! Lindo teu blog! Parabéns, as imagens estão lindas!
Abraços, Rosana

FERNANDA & POEMAS disse...

OLÁ QUERIDO EDUARDO, BELAS FOTOS E LINDO POEMA... ABRAÇOS DE CARINHO, FERNANDINHA

poetaeusou . . . disse...

*

impares fotos,
em sábias palavras !
,
um abraço, deixo,
,
*

Agulheta disse...

Amigo Eduardo.Para o amor nada é em vão,como tal o vivemos intensamente,uns mais que outros,mas ele compensa a vida,as fotos lindas e maravilhosas.
Beijinho e bom domingo.

Victor Gil disse...

Amigo Eduardo.
Um bom Domingo. Espero que redoeado por toda essa beleza que fotografas.
Um abraço
Victor Gil

Anita "Menina-Flor" disse...

O amor é tudo não é amigo? Lindo post e belas fotos.

Ótimo feriado.

Bjão.

Brancamar disse...

Mais um lindíssimo poema tão bem associado às suas belíssimas imagens!
Palavras de voos interiores por entre as veredas da vida e a liberdade de ser.
Beijinhos

RaSena disse...

Eduardo!
linda percepção do amor - amar é muito lindo, sempre lindo.
boa semana para vocês.
abraços,

RETIRO do ÉDEN disse...

Percepção...

Estava lendo e atendendo ao título desta obra... me lembrei se estivessemos perto temos a "Percepção" de que se fazia algo de bom e belo no "RETIRO do ÉDEN" .

Haveria espaço suficiente e beleza para divulgar obras como poesia e outras artes, terapias, festas, enfim muitas valências...se conseguiriam ... tudo isto não passam de sonhos de dois totós que teimam em continuar a sonhar!

As fotos sempre uma delícia assim como as palavras.

Forte abraço e uma excelente semana, sempre com o Senhor Jesus.

Mer e Régis