sábado, 5 de dezembro de 2009

O VENTO NA ILHA

Clique nas fotos para ver no tamanho real


O vento é um cavalo
Ouça como ele corre
Pelo mar, pelo céu.
Quer me levar: escuta
como recorre ao mundo
para me levar para longe.

Me esconde em teus braços
por somente esta noite,
enquanto a chuva rompe
contra o mar e a terra
sua boca inumerável.

Escuta como o vento
me chama calopando
para me levar para longe.

Com tua frente a minha frente,
com tua boca em minha boca,
atados nossos corpos
ao amor que nos queima,
deixa que o vento passe
sem que possa me levar.

Deixa que o vento corra
coroado de espuma,
que me chame e me busque
galopandanto eu, emergido
debaixo teus grandes olhos,
por somente esta noite

descansarei, amor meu.


Pablo Neruda

9 comentários:

Mundo Animal. disse...

HOLAAA EDURDO MUY LINDO EL POEMA, QUE TENGAS UN BUEN DOMINGO , SALUDOS Y ABRAZOSSS DE TU AMIGO
CHRISTIANNNNN

Graça disse...

O galopar do vento...

Só Neruda!

Bom fim de semana, amigo.


P.S.Hoje fui conhecer rapidamente seu outro blog: o Blog Conciso (amei!) e visitei pela segunda vez Varal de Idéias, que evidentemente já conheço.
Há tantos outros, mas a gente chega lá...
O que nos impede de ir mais vezes, Eduardo, e tb comentar é esse fator chamado tempo, que precisamos rever nossos conceitos sobre esse danado, urgente!!! Outro abraço.

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

As palavras e as imagens se completam.
Que belo, Eduardo.

Obrigada por compartilahr seu cantinho conosco.

Bom domingo

=)

direitinho disse...

A força do vento, do sonho e do momento.
Boa escolha e um poema sentido.

Martinha disse...

O vento, quer seja uma brisa fresca ou mesmo ventania, é sempre companhia na rua. xD

Beijinho *

Limara Lis - V Vitrine - Alinhavos de Moda disse...

Olá, Eduardo!

Ótima escolha! Sou fã dos versos de Pablo Neruda e estes barcos trazem uma saudade de ventos de férias...

Marcia disse...

Grande Pablo Neruda!
Belo poema!
Amigo passaa lá no blog pois tem um selinho liindo para ti!
Abracos e uma bela semana.

Maria L. Bózoli disse...

" Amo a liberdade, por isso as coisas que amo deixo-as livres.
Se voltarem é porque as conquistei
Se não voltarem é porque nunca as tive . "

Bob Marley

Uma semana de muita Paz!

Angela Guedes disse...

Oi Eduardo!!!
"DESEJO DE TUDO...
UM POUCO!

Sensibilidade...

Para não ficar indiferente
Diante das belezas
Da vida...

Coragem...

Para colocar a timidez de lado
E poder realizar o que tem vontade.

Solidariedade...

Para não ficar neutro
Diante do sofrimento da humanidade.

Bondade...

Para não desviar os olhos
De quem te pede ajuda.

Tranqüilidade...

Para quando chegar ao fim do dia,
Poder deitar e dormir o sono dos anjos.

Alegria...

Para você distribuí-la,
Colocando um sorriso no rosto de alguém.

Humildade...

Para você reconhecer
Aquilo que você não é.

Sinceridade...

Para você ser verdadeiro,
Gostar de si mesmo,
E viver melhor.

Felicidade...

Para você descobri-la dentro de você
E doá-la a quem precisar.

Amizade...

Para você descobrir que,
Quem tem um amigo,
Tem um tesouro.

Esperança...

Para fazer você acreditar na vida
E se sentir uma eterna criança.

Sabedoria...

Para entender que só o bem existe,
O resto é ilusão.

Desejos...

Para alimentar o seu corpo,
Dando prazer ao seu espírito.

Sonhos...

Para poder, todos os dias,
Alimentar sua alma.

Amor...

Para você ter alguém para amar
E sentir-se amado.

Para você desejar tocar uma estrela,
Sorrir para a lua.

Sentir que a vida é bela,
Andando pela rua.

Para você descobrir que
Existe um sol dentro de você.

Para você se sentir feliz
A cada amanhecer
E saber que o amor
É a razão maior para viver.

Mas, se você não tiver um amor,
Que nunca deixe morrer em você,
A procura.
O desejo de encontrá-lo.

Tenha de tudo, um pouco...

E SEJA FELIZ!

Boa semana para você!"
Ângela