terça-feira, 19 de janeiro de 2010

O VENTO

Clique nas fotos para ver no tamanho real


O vento é hóspede constante
maior viajante
que por aqui passa...
quando chega
me abraça
se sente em casa
repousa suas asas cansadas
sobre meu corpo em brasa...
Minha casa
não tem divisórias
todos os cantos
contam histórias
de amores para mim...

Minha casa é assim
janelas abertas
sem vidraças
portas escancaradas
para meu vôo sem fim

Cida Sousa

13 comentários:

Maria Valadas disse...

"O vento é hóspede constante
maior viajante
que por aqui passa..."

Versos bem elaborados por Cida de Sousa ( Boa poetisa!)... onde canta uma verdade bem real.

Parabéns pelas lindas fotos que coloca no post...

Um resto de semana com Paz e Amor.

Beijos.

Maria

tossan disse...

Eu sou parte desse vento que passa na ilha, é a minha saudade que dita a minha futura morada. Belas fotos, mas ainda não é a H-10. Abraço

Sonia Schmorantz disse...

Lindas estas imagens, a nova máquina já mostra não só o talento do artista mas a perfeita sincronia das cores...lindas!
beijos, te amo

FOTOS-SUSY disse...

OLA EDUARDO, MAGNIFICAS FOTOS...LINDISSIMO POEMA...VOTOS DE UMA EXCELENTE SEMANA!!!
BEIJOS COM AMIZADE,


SUSY

RETIRO do ÉDEN disse...

Maravilha de fotos poema muito bem escolhido.
Mas o vento, deprime-me bastante.
Sei que faz falta...leva o mal e trás o bem, liberta a atmosfera e limpa-a.
Abraço
Mer

Daniel Costa disse...

Eduardo

Mencionando as fotos também, o senhor "O VENTO" será como que uma ode à brisa marima, essa que pode empregnar vidas.

Abraço,
Daniel

direitinho disse...

Um poema muito bonito.
Eduardo vale a pena viajar com o vento e deixar que ele nos abrace e nos faça viver esses momentos de felicidade.

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

O vento traz aquela liberdade esperada por tantos...

Beijo, meu caro!

=)

Victor Gil disse...

Amigo Eduardo.
Máquina nova é? Então está desvendado segredo. A máquina tira fotos sozinha rsrsrsrs....
Brincadeira à parte, excelentes fotos acompanhadas por um poema maravilhoso.
Um abraço
Victor Gil

ausenda disse...

Excelente poema,condizente com a serenidade das fotos!
O vento e o mar, elementos que se integram sempre onde existe o Belo!

Beijo

Sandra disse...

O vento!!!
O vento sopra nossos cabelos, sacode as árvores,balança a vida.
Traz energia...
O vento é tudo. ainda bem que ele existe para nos refrescar...
Um grande abraço amigo.
Sandra

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Eduardo,

Que poema gostoso de se ler... Bons ventos esses...

Beijos e um bom final de semana,
Ana Lúcia.
PS: Agradeço o poema tão sábio de Fernando Pessoa.

Fernanda disse...

Amigo Eduardo,

Parabéns como sempre pelas suas escolhas.
É um gosto lê-lo e visitá-lo.

Abraço,
Sempre Jovens