domingo, 11 de abril de 2010

APRENDI COM O MAR

A sabedoria das águas
Ensina como se deve viver
Verdades que se aprende
No tempo certo do saber.

Mar beijando areia,
Sol que se esconde à tarde,
Repouso em teus braços faceira,
Enfeito-me de amor na lua cheia.

Vou levando minha vida
Sofrendo na hora certa,
Desfaço da ansiedade
Enfeito-me de primavera.

Lanço-me em lindos versos,
Vejo a vida com alegria,
Sou amante e sou amada
Faço do teu corpo minha enseada.

Ter no entardecer acolhida,
Penetrar no mundo mágico da fantasia,
Entregar-me em tua doce magia.

Arrebatar a tua alma
Sem ela não há amor que dure,
Fazer da vida uma constante aventura.


MÁRCIA ROCH 

4 comentários:

RETIRO do ÉDEN disse...

Enquanto o "homem" aprendia e atendia com a Natureza...quando esta se manifestava...o homem estava minimamente prevenido.
Desde que os doutores, engenheiros,arquitectos,financeiros e políticos resolvem fazer frente à Mãe Natureza...dá no que dá...que Deus nos acuda e guarde das intempéries.
Lindas fotos e poema.
Abraço
Mer

Fernanda disse...

Amigo Eduardo,

Antes de mais peço desculpa das minhas ausências.Elas são fruto de muitos afazeres, mais nada.

Eu sempre gostei de visitar a sua casa e ler as suas escolhas de poesia, sempre belas e edificantes.

Abraço,

Multiolhares disse...

Tanto aprendemos com o mar, quando aprendemos a falar com ele e o saber escutar
beijinhos

Valvesta disse...

A aventura de viver no mar e amar, amar já é uma grande aventura.
Boa semana e grande abraço amigo.