sexta-feira, 14 de maio de 2010

SAUDADES ETERNA


Tu és a minha saudade!... - a minha rima!
Sofremos!...Estamos entre os mortais;
O tempo nos mata nas horas tais;
Nosso amor de eras sempre será sina!...

Enfim, nesta vida encontrei-te menina!
Não quero perde-la nunca mais!
Teu perfume está nos meus portais!
- Preciso de ti nesta berlinda!

Assim são os desígnios da natureza;
Mas tua ausência toca minha cabeça
Teu coração sabe o que estou sentindo...

Urge, nosso encontro sem alarde.
Não importa o tempo. Cedo ou muito tarde
Não sai da mente a tua imagem, sorrindo!...


Machado de Carlos
 

9 comentários:

Tatiana disse...

A saudade nos faz estar sensibilizados diante da vida... E por assim estar me sentindo também, fiquei emocionada ao ver e ler a sua postagem!

Um abraço carinhoso

Solange Maia disse...

Eduardo,

que amor lindo esse...
amor que faz esperar... que compreende, que necessita...

palavras doces, que encheram minha manhã...

parabéns, sempre !

beijo

direitinho disse...

Quando o amor nos bate à porta não há como resistir-lhe.
Melhor será abrir o coração e amar com o tempo e a vontade de ser feliz.

Everson Russo disse...

Saudade é sensibilidade, é alimento na alma do poeta...é sonhar,,,,abraços de otimo sabado pra ti meu amigo.

Carmo disse...

Eduardo, é preciso uma total entrega para se amar assim.

Parabéns, beijinhos e bom fim de semana

Jacqueline (Jackie) Hess disse...

Eduardo, já te falei que és um fotógrafo muito bom... quanta sensibilidade no olhar!
Essa foto que encabeça teu blog é de um local muito especial...
Adoro aquele lugar, quando vou lá tenho a sensação de estar pisando no próprio Paraíso!

Bjs.
Jackie

Malu disse...

Sempre as saudades,meu amigo...
Mesmo daquilo que possa nos estar tão perto. Achei muito bonito.
Um beijinho, Eduardo

Sonhadora disse...

Meu amigo
Como sempre belos poemas.

deixo o meu carinho e um beijinho.

Sonhadora

tossan® disse...

Não vai perder! Ótimas fotos, mas a da canoa na beira cheia de mato é sensacional! Abraço