sexta-feira, 4 de junho de 2010

PROMESSA E O SONHO


Há entre a promessa e o sonho,
um amanhecer azulado de lírio,
um cheiro morno de colo,
um suspiro de espera.
Há entre nossas vidas um laço de vida
nenhuma que se ata além do apreensível.
Há entre mim e ti um tanto de espaço
que se dobra e nos junta
como se reordenasse todas as coisas.
E então eu adivinho teu sorriso
e tu intuis o meu olhar.
Eu pressinto teus lábios e tu imaginas meu corpo.
Eu sonho teu gosto e tu prevês minha entrega.
Há entre o delírio e o real, um tanto de nós
que já existe, agora.

Ticcia 

3 comentários:

Arnalda Rabelo disse...

Bom dia Eduardo!

Sempre que venho aqui, me deparo
com fotos e poemas maravilhosos. E hoje não foi diferente.

Parabéns amigo.

Bom final de semana para você e família!

Abraços

Arnalda Rabelo

Carmo disse...

Muito bonito e romântico "Há entre a promessa e o sonho,
um amanhecer azulado de lírio,
um cheiro morno de colo".
Quem sabe se deste quadro não sai uma aguarela?...
Beijinhos e bom fim de semana

tossan® disse...

Eu conheço esse barco e a praia também. Um amigo que gosto muito me levou até lá. Ótimas fotos. Abração