sábado, 10 de julho de 2010

menina

Clique nas fotos para ver no tamanho real

 
Linda como a brisa
Que toca flores e o céu
Você chega e avisa
Do seu perfume de jasmim
E do sabor do seu mel
Vem com um olhar pedindo
Pra eu ficar contigo
Traz seu corpo e vem sorrindo
E me pede um abrigo
Minha menina
Traz seus sonhos todos pra mim
Vem depressa e me conta
Qual a cor que você quer
Pra pintar nosso jardim
Menina tira esse vestido molhado
Pela chuva que te tocou
Vem e me dá seu corpo suado
Que a canção já começou
Que inveja eu tenho da chuva
Mora nas nuvens e te beija inteira
E com esse seu jeito criança
Inocência verdadeira
Minha menina
Deite aqui no meu peito
Faz dos meus braços, morada
Que o amor me pegou de jeito
Deite e dorme que eu te levo
No meu colo pra nossa cama
Que quando a madrugada chegar
Seu desejo é minha chama.

By Everson Russo
http://olivrodosdiasdois.blogspot.com/

3 comentários:

RETIRO do ÉDEN disse...

Um enlevo constante, fotos lindas.
Obga.
Abraço
Mer

Eliana disse...

Bom Dia, Eduardo

Passando só para dizer que seu blog está cada dia mais lindo, vocês estão de Parabéns!

Não ficarei vindo visitá-lo, pois não quero parecer ter preferências, mas sim que amo à todos, igualmente e fraternalmente.

A Casa da Caridade será uma Casa de Ensino, pois terei o maior prazer em ensinar tudo que aprendi, para quem quiser aprender.

Desejo à todos um abençoado domingo, na Paz do Senhor.

Fiquem com Deus,
Beijos,

Ana Martins disse...

Boa tarde Eduardo,
este é um dos maravilhosos poemas de Everson Russo, adorei o momento de poesia.

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas