quarta-feira, 14 de julho de 2010

MADRUGADA




SENTADA A SOLEIRA DA PORTA
DE MADRUGADA DE VERÃO
OS PINGOS SE ENTREGAM A TERRA
NOS SALMOS DOS GRILOS NOS CANTOS DA CASA
A ROSA DA AURORA DESCOBRE O CÉU...
PENSO EM TI MEU AMOR
E SINTO TUA FALTA
O AR QUE ME CERCA PERFUMA A MEMÓRIA
AROMAS DE MUSGO E DE TERRA LAVADA
EU PRECISO DE TI
SOU A TERRA DA ESPERA
DA CHUVA
MADRUGADA


.ROSMARI DRECHSLER...

6 comentários:

serpai disse...

Hola,

muy buenos los versos y las fotos excelentes.

Te dejo saludos argentinos,

Sergio

tossan® disse...

E quando chega a hora mágica, o silêncio impera e o coração acalma mesmo com a saudade. Essa é a foto (coruja) é que mais gosto. Fabulosa e perfeita! Abração

RETIRO do ÉDEN disse...

Fabulosas as palavras escolhidas e as fotos!
Parabéns.
Abraço
Mer

Luis disse...

Meu bom Amigo Eduardo,
Como sempre um belo poema acompanhado de lindas fotografias.
Um abraço amigo.

riodeaguapura disse...

Olá boa tarde
Andava eu à procura de um poema e nessa busca vim dar a seu blog.

Linda esta sua MADRUGADA quer no poema, quer nas fotos.
Muito se fala da beleza de um pôr-de-sol, mas a luz do amanhecer não é menos bela.

E vou abusar um pouco e lhe perguntar se me sabe indicar o nome do poeta que escreveu o tal poema aqui publicado por si em 7 de Junho de 2008 e se chama DOR, NÃO

Eu ficaria muito grata na sua resposta e peço desculpa pela minha intromissão.
Mafalda

rosmaridrechsler disse...

Muito lindo teu Blog Eduardo, fostes feliz em tua escolha. A poesia para mim é a forma mais pura de expressar o sentimento, os que são meus, lidos por outros se tornam dele também. Muito obrigada por haveres me dado este presente tão lindo, postando em teu lindo Blog minha poesia. Me senti muito bem quando vi que comentaram sobre ela. Um obrigada também para: -serpai, tossan®, RETIRO do ÉDEN, Luis e riodeaguapura, um beijo especial no coração de todos voces..estou realizada e muito feliz.
Rosi