domingo, 22 de agosto de 2010

ASA NO ESPAÇO

Clique nas fotos para ver no tamanho real


Asa no espaço, vai, pensamento!
Na noite azul, minha alma, flutua!
Quero voar nos braços do vento,
quero vogar nos braços da Lua!

Vai, minha alma, branco veleiro,
vai sem destino, a bússola tonta...
Por oceanos de nevoeiro
corre o impossível, de ponta a ponta.

Quebra a gaiola, pássaro louco!
Não mais fronteiras, foge de mim,
que a terra é curta, que o mar é pouco,
que tudo é perto, princípio e fim.

Castelos fluidos, jardins de espuma,
ilhas de gelo, névoas, cristais,
palácios de ondas, terras de bruma,
... Asa, mais alto, mais alto, mais!


Fernanda de Castro

6 comentários:

HSLO disse...

imagens de um lugar calmo...de paz..

Sonhadora disse...

Eduardo
Maravilhoso este poema de Fernanda de Castro, sempre boas escolhas.

Deixo um beijinho
Sonhadora

Luís Coelho disse...

Um poema com asas de sonho, que voa e que sente, que anda no mar e se perde em nevoeiros.
Bonitas imagens que a autora nos oferece.

Victor Santos disse...

Excelênte blog e um admirável olhar fotográfico!! Seguirei com prazer o seu trabalho!! Cumprimentos!

Victor Santos disse...

Excelênte blog e um admirável olhar fotográfico!! Seguirei com prazer o seu trabalho!! Cumprimentos!

Victor Santos disse...

Excelênte blog e um admirável olhar fotográfico!! Seguirei com prazer o seu trabalho!! Cumprimentos!