sexta-feira, 27 de maio de 2011

PERDOE- ME


Perdoe-me se não posso ser tudo
se fui tão pouco para você
Perdoe-me se me enterrei em seu mundo
tentando aos poucos não transparecer
Perdoe-me se fui leviana
se nao me entreguei
Perdoe-me se fui profana
se em algum momento escorreguei
Perdoe-me se não lhe amei como devia
se não fui digna de seu amor
Perdoe-me por toda via
por te fazer sentir essa dor
Perdoe-me, pois perfeita sei que não sou
dos mil defeitos você todos conheceu
Perdoe-me, nada mais aqui me restou
em todo o tempo fui simplesmente eu
Perdoe-me pelas lagrimas 
e pelos sorrisos também
Perdoe-me pelas lástimas
e das vezes que lhe tratei com desdém
Pedoe-me por ser assim
errei na esperança de acertar
Perdoe-me enfim
no fundo eu só quis te amar.

By: Bruna Barbosa

6 comentários:

Bruna Barbosa disse...

Olá, ha obrigada pela homenagem ^^ Me sinto lisonjeada, e suas fotos são lindas :).
Seja bem vindo ao meu mundo!
beijos

Malu disse...

às vezes por amarmos demais o perdão se faz necessário...
Um grande abraço e um ótimo fim de semana!

Smareis disse...

Perdão é uma grande virtude do ser humano. Adorei conhecer um pouco do seu espaço. Um Abraço!

elvira carvalho disse...

Não há quem resista a um pedido de perdão tão bonito. E as fotos? Uma maravilha.
Um abraço e bom fim de semana

tossan® disse...

Claro que ela perdoa! Belíssimas fotos amigo Eduardo! Saudade da Lagoa e daquele peixe que você fez.
Não consegui comer nada parecido de bom. Abraço

Amor feito Poesia disse...

Gratidão é a flor mais
bela que nasce da alma,
e que o coração humano não
conhece outra mais perfumada.

(Hosea Ballou)

Beijos & Flores! M@ria