domingo, 11 de janeiro de 2009


Plena mulher, maçã carnal, lua quente,
espesso aroma de algas, lodo e luz pisados,
que obscura claridade se abre entre tuas colunas?
que antiga noite o homem toca com seus sentidos?
.
Ai, amar é uma viagem com água e com estrelas,
com ar opresso e bruscas tempestades de farinha:
amar é um combate de relâmpagos e dois corpos
por um só mel derrotados.
.
Beijo a beijo percorro teu pequeno infinito,
tuas margens, teus rios, teus povoados pequenos,
e o fogo genital transformado em delícia
.
corre pelos tênues caminhos do sangue
até precipitar-se como um cravo noturno,
até ser e não ser senão na sombra de um raio.

Pablo Neruda

17 comentários:

Xana disse...

Obrigado pela visita , amigo da escrita ..e espero que a sua semana seja otima .
beijo

MPereira disse...

A sensualidade nos versos desse grande poeta

Abraço e uma boa semana

Eu e a solidão disse...

Olá, lindissimo poema este de Neruda, os meus são apenas desabafos, mas muito obrigada mesmo assim...

Ótima semana,

Beijos!!

Paula Raposo disse...

Obrigada pela partilha deste extraordinário poema sensual de um grande Poeta!! Beijos.

LOURO disse...

Amigo Eduardo,linda foto e extraordinário poema do grande Poeta Pablo Neruda!!!
Obrigado pela visita,

Boa semana,

Abraço

Lourenço

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO EDUARDO, BELÍSSIMO SONETO DE PABLO NERUDA... ADOREI AMIGO!!!
UM GRNDE ABRAÇO DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

Verônica disse...

Lindo texto..
parabéns pela escolha...

Eu disse...

Adoro Neruda, e também adoro a sensibilidade que tens em combinar as imagens com os textos.
Uma linda semana!
Beijinhos!!

Vieira Calado disse...

Neruda é universal!

Boa semana para você.

Um abraço

Rach disse...

Tenho a maior das paixões por Pablo Neruda...ninguém soube trabalhar tão bem o amor.
Obrigada pela visita ao meu cantinho!!

um beijinho*

Marcos Satoru Kawanami disse...

Não é à toa que, naquele filme "O carteiro e o poeta", o Neruda recebia um monte de cartas, e só de mulheres! hehe

abraço
Marcos

Pico minha ilha disse...

Belo poema!
Uma boa semana.Abraço

Cadinho RoCo disse...

Agora imagine o estrondo de um grande amor na sombra de um raio. Não é fantástico?
Cadinho RoCo

Maysa disse...

Simplismente lindo este poema.
beijos e abraços

Rosa Carvalho disse...

Olá Eduardo!
Lindo o poema de Pablo Neruda.
O seu blog é incrivel viajo nas poesias, sonho e vivo a realidade.Parabéns!!!!
Estive de férias por dez dias na minha terra natal, depois dá uma passadinha no meu blog para ver as fotos e os passeios feitos em NIKITY CITY.
Bjs Rosa Carvalho

Carmem disse...

Agradeço pelo carinho de seguir o meu blog... fico honrada!..Obrigada!
O teu Blog é muito bonito...Bem expressivo...fotos lindas...vou ler com carinho...

Beijos

Nanda Assis disse...

esse paulo é os bicho no poema.

bjosss...