sábado, 30 de maio de 2009

POEMA SIMPLES DE AMOR


Minha vida é como um barco
um barco de pesca, não muito grande,
navego a noite, sem conhecer o mar,
mais tenho a lua que me acompanha onde eu vá.

Sei que em aguas turvas vou navegar,
na vida não tem só aguas calmas,
só aguas cristalinas, tem aguas sujas,
barrentas que temos que atravessar.

E é nessas aguas sujas e barrentas que se aprende a navegar,
em alguns portos eu atraquei mais não havia ninguém
em outros não consegui chegar,
hoje tem um porto que chego e me deixa atracar.

Meu porto de aguas claras e cristalinas
meu porto de braços aberto,
meu porto seguro.

Poema e foto Eduardo Poisl

24 comentários:

Isa disse...

Que Deus continue a abençoar esse porto encantado e esse barco.
Para
os
dois
deixo meu
Beijo.

Arantza G. disse...

Que gusto pasear por ese puerto de aguas cristalinas...
Feliz fin de semana.
Un beso caluroso

Paula Raposo disse...

Todos gostaríamos de ter um porto seguro. Eu gostei de te ler. Beijos.

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO EDUARDO, BELÍSSIMO POEMA AMIGO... SUBLIMES PALABRAS... ADOREI!!!
ABRAÇOS DE AMIZADE,
FERNANDINHA

Marta Vasil disse...

Lindíssimo este poema a deixar transparecer as rosas e os espinhos de quem quer "colher" a vida, um poema em que o amor surge como um porto de abrigo.

Gostei mesmo muito de te ler.

Beijinho e um fim de semana num qualquer porto de abrigo.

MV

Prof. Israel Lima disse...

Boa Tarde!

Cheguei e gostei deste maravilhoso espaço! Parabéns!
Voltarei mais vezes sim.

Tenha um excelente final de semana.

Um grande abraço.

Espero você lá no "Pelo Corredor da Escola"

Valdemir Reis disse...

Olá amigo Eduardo é sempre uma grande satisfação voltar aqui, registro minha gratidão por sua amizade, atenção e gentileza, obrigado mesmo de coração por sua visita e comentário, tudo isto nos fortalece e aproxima. A casa é nossa volte sempre. Saiba que admiro muito o seu trabalho. Realizado sempre com muita Inteligência e excelente qualidade, meus parabéns e votos de muito sucesso e brilho.
Quero compartilhar com você o poema abaixo do nosso imortal Vinícius de Moraes:
“Certas palavras podem dizer muitas coisas;
Certos olhares podem valer mais do que mil palavras;
Certos momentos nos fazem esquecer que existe um mundo lá fora;
Certos gestos, parecem sinais guiando-nos pelo caminho;
Certos toques parecem estremecer todo nosso coração;
Certos detalhes nos dão certeza de que existem pessoas especiais,
Assim como você que deixarão belas lembranças para todo o sempre. Precisa-se de um amigo que diga que vale a pena viver, não porque a vida é bela, mas porque já se tem um amigo. Precisa-se de um amigo para se parar de chorar. Para não se viver debruçado no passado em busca de memórias perdidas. Que nos bata nos ombros sorrindo ou chorando, mas que nos chame de amigo, para ter-se a consciência de que ainda se vive.”
Desejo um fim de semana repleto de alegrias extensivo aos familiares. Forte abraço, paz, luz, saúde, prosperidade e muitas bênçãos. Fique com Deus. Felicidades.
Valdemir Reis

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Eduardo.

É uma satisfação ler um poema seu.

Todos nós atravessamos águas barrentas e lutamos contra a correnteza, desejando um dia alcançar águas cristalinas e calmas. Alcançar um porto seguro!
Que bom que você encontrou seu porto seguro que sempre o recebe de braços abertos!!! :-)




BOM FINAL DE SEMANA!

♥.·:*¨¨*:·.♥ Beijos mil! :-) ♥.·:*¨¨*:·.♥




http://brincandocomarte.blogspot.com/

___________________________________

Avassaladora disse...

Eduardo, as vezes um porto seguro, pode ser inseguro, é tudo que buscamos...

Ter alguém de braços abertos hos eseprando... Ah, quem dera!


Obriga por seu carinho!


Beijos Avassaladores

AFRICA EM POESIA disse...

EDUARDO
Linda a tua definição da abelha e da flor.
para ti com um beijo deixo poesia no teu cantinho


Passarinho lindo

Acordei com o teu cantar…
Passarinho lindo
Com penas de mil cores
E guardadas na gaiola
Gaiola grande mas…
Que te aprisiona
E não te deixa voar!...
E…eu
Que amo a vida…
Que quero ser livre
E que quero voar…
Também sou assim…
E para me deliciar
Com as tuas cores…
Com o teu cantar…
E para te poder olhar…
Tenho-te fechado
Nessa gaiola…
E sinto… a amargura…
De ser como sou…
E só saber…
Aprisionar…
Para poder Amar!...



Lili Laranjo

Sarah disse...

Bom final de semana pra vc tbm !

Sonia Schmorantz disse...

Aos poucos vais desencantando as palavras, porque sentimentos, sensibilidade já tens muito, agora é tecer, emaranhar, trazer para fora tudo isso em forma de poema.
Quem disse que não é possível? Estás cada vez melhor!
Te amo
beijo

Ana Lúcia Porto disse...

Que poeta você é em Eduardo...?! Muito bom..., gostei dele...

Apesar de ser Porto, não possuo nenhum navio atracado em meu cais... Aguardo por um de bom porte, só para não peder a rima...
Beijos e bom domingo,
Ana Lúcia Porto.

Conceição Duarte disse...

Eduardo, que lindo seu poema... E que bom ter um porto seguro... Tomara nós sempre encontremos o nosso tb!

Um beijo e obrigada por suas deliciosas visitas.

Bom domingo e linda a sua família nas fotos!

BJ

CON

Pena disse...

Admirável Amigo:
Que poema mais lindo. Fantástico, saído do seu talento ímpar. Feliz e harmonioso com o mar, os barcos que parecem falar, o seu desaguar ímpar na sua pureza e bem-estar.
Um sentir, que por ser autêntico, no sentimento e no pensamento, é extraordinário. Uma sensibilidade poética extraordinária.
Adorei. Fabuloso.
Com respeito imenso e gigantesca estima.
Abraço amigo de Parabéns sinceros pelo seu fantástico versejar...
Sempre a admirá-lo e a considerá-lo.


pena

Adorei!
Bem-Haja pela sua enorme significação de enorme talento das suas maravilhosas palavras que direcciona à imensa Blogosfera. Perfeito, AMIGO GIGANTE!

Ana Rita disse...

"Porque quando a melodia encanta o meu olhar,
Uma gota de nostalgia desprende-se,
Formando um abundância que cai, face abaixo,
Que me percorre,
Deixando por todo o corpo
As letras que me compões,
Fazendo da minha pele, papel,
Onde escreves com tinta,
Os sentidos que me consagras."

:) Beijo

Angela Guedes disse...

Olá, Eduardo!!!
Passando para te desejar uma super-feliz semana e agradecer tua visita e comentário.
Um abraço.
Ângela

Nade disse...

Olá, Eduardo!
Dá uma passadinha no meu blog...
Tentei retribuir o seu carinho e o da Sonia de alguma forma...
Espero que gostem...
Grande beijo e um excelente domingo!

AMARIS disse...

Fico muito feliz ao ver alguém do turismo dedicado à poesia. No meio
de tantos "no-shows" da vida, a gente ainda ama a poesia e carrega uma bandeira por ela!

Parabéns, pelo blog!!! Ah...gostei também do Ilha.

Abraço,

Damáris

Déia disse...

Eduardo, é muito bom navegar com a luz da lua...mas mil vezes melhor é poder voltar! Ah como é bom voltar!
Parabens pelo post e pelo blog!
bom domingo!
bjs

Luiz Caio disse...

Olá Eduardo! Como vai?

Um porto seguro é tudo o que queremos e necessitamos ter, e ser!

Tenha uma ótima tarde, e uma ótima semana também!

Andrea Vaz disse...

Realmente simples poema. Mas nos versos encontrei a verdade e a sensibilidade de ser poeta.


Adorei seu blog!

Tenha uma boa semana!

Luz Cardoso disse...

Olá Eduardo,
Desejo-lhe uma óptima semana e deixo-lhe este pensamento: "O maior dom que você vai receber na vida é o de acreditar em si mesmo. Guarde-o com todas as suas forças, pois ele é a única coisa que será sempre realmente sua."

Namastê!

Meg disse...

Blogg lindo, sensível feito por um homem maduro, com tantas reflexões lindas para nos presentear, quando vimos cá ler e ver!
Abração
Meg