segunda-feira, 10 de agosto de 2009

EM VIAGEM!


Nas cinzas caídas de um toque,
aquele em que a minha mão se estende
e percorre o teu rosto.
aquele em que o meu olhar se perde
e mergulha no teu olhar.
aquele em que os meus lábios se diluem
e nadam no teu corpo.

nas amarras esquecidas de um beijo,
aquele que não se esquece, o primeiro
e que navega pelas memórias da paixão
aquele em que os nossos lábios se entregam
e desnuda os nossos corpos
aquele que apazigua os nossos desejos
e revela o nosso amor!

ai! fossem essas cinzas as tuas mãos
ai! fossem essas amarras um abraço!
que me fizessem sentir-te aqui
nesta trémula viagem
em que percorro os sonhos
num barco de papel!

Bruno Ribeiro

6 comentários:

Adolfo Payés disse...

Bonito como siempre pasar a leerte.. Bellos poemas..

Saludos fraternos
Un abrazo

Sonia Schmorantz disse...

Cada dia uma escolha surpreendente, muito bonito!
beijos com amor

Andresa disse...

Como é pom passar neste cantinho, e ser supreendida pelos mais belos poemas, que nos envolve a alma de muitas cargas positivas..

Um grande beijo

Andresa Araujo

Rosemari disse...

Que poema Lindo . Bela escolha de hoje!!

Branca disse...

Bela escolha, como sempre Eduardo e as fotos lindíssimas!

Que sua semana seja abençoada e cheia de alegrias...bjo.

Daniel Costa disse...

Eduardo

Ai se os nossos braços fossem as amarras que envolvessem o amor, as cinzas e os cansaços desparecerem em mares de sargaços.
Daniel