terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

POSSO ESPERAR

Clique nas fotos para ver no tamanho real


Posso esperar
que seus lábios sintam
a falta dos meus
na embriaguez da alma
que chora
a presença de um querer
nos dias longos
e noites sem fim
Posso esperar
que seus olhos inquietos
me busquem
na imensidão dos céus
num sonho de amor
num desejo insano de querer
Posso esperar
que seu corpo busque o meu
nos mais loucos delírios
que sufocam gemidos
no desvario que revela frenesi
Posso esperar aflorar
o sorriso pacificado de quem
nos resíduos do tempo
já sem beira
busca implicitamente
um porto para ancorar
Posso esperar
que desperte da lassidão
que lhe devorou os melhores anos
percebendo assim, que
perdeu o controle da vida
na insensatez do repente e,
com o intento excêntrico
de se encontrar...
venha me procurar.
Posso esperar
Exauriu-se a pressa...
Posso esperar.

Elizabeth Misciasci

17 comentários:

direitinho disse...

Posso esperar....
Posso e quero esperar....
Por amor vale sempre lutar.
Quem espera sempre espera alcançar.

RETIRO do ÉDEN disse...

Uma beleza tudo por aqui.
Foto linda.
Abraço
Mer

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

E as vezes, na pressa do dia a dia, é tão dificil esperar...

Beijo e bom dia

:)

Alda disse...

Os poemas, as fotos, tudo é muito bonito!!!
Boa semana!
Bjs

Graça Pereira disse...

Eu penso que, quem ama mesmo...espera sempre!
E as suas fotos? Eu posso esperar para vir aqui sempre contemplá-las...e não me canso!!
Um beijo e bom fds
Graça

angela disse...

Lindo poema e as fotos completam essa beleza meio melancolica desse amor.
beijo

Silvia Masc disse...

Caro Eduardo, muito obrigada pelas suas visitas ao longevidade, e sempre deixando presentes em forma de poesia. Infelizmente tenho tido pouco ou quase nada de tempo de visitar os blog amigos. Lindo o poema "Posso esperar" vem a calhar o título com a minha falta de tempo.. rs

obrigada você e seus poemas, são sempre bem vindos por lá.

Victor Gil disse...

Amigo Eduardo.
Mal posso esperar pelas próximas fotos. A paisagem não se esgota por aí? Nascem todos os dias sítios novos?
E mais um belo poema de poeta que não conhecia.
Um abraço
Victor Gil

Agulheta disse...

Eduardo. Pessoas de coração puro,sabem difinir palavras mesmo sendo dos outros,esperar sempre o faremos por quem amamos.
Beijinho e agradeço visita Lisa

M@ria disse...

Olá amigo!

Felicidade é a certeza de que a nossa vida não está se passando inutilmente.

Beijos........Carinhos!

*Bela Poeta disse...

Belíssimo poema Edu! Sabe escolher aqueles mais românticos. Quando de fato desejamos algo, sempre esperamos. Não importa quanto tempo ou energia isto nos custe.
Abraço a vc e a Sônia!
*Bela

FOTOS-SUSY disse...

OLA EDUARDO, MARAVILHOSA POSTAGEM...ADOREI...VOTOS DE UM FELIZ RESTO DE SEMANA!!!
BEIJOS DE AMIZADE,


SUSY

Sonhadora disse...

Meu querido amigo
Lindo poema, esperamos sempre alguma coisa.
Lindas fotos como sempre.

Beijinhos

Princesa disse...

Obrigado pelo apoio e pelo carinho

"Não existem lutas fáceis, todas elas nos cobram suor ou lágrimas. O que não podemos é parar no tempo lamentando derrotas ou nos glorificando com as vitórias, pois o grande vencedor da vida é aquele que continua lutando sempre".

Beijinhos

Baraçal-press ® disse...

Vim te fazer uma visita, ver as tuas ótimas fotos, é claro e te trazer um abraço

Luis disse...

Meu Bom Amigo,
Depressa e bem não há quem! Sempre ouvi dizer este adágio e sinto que é muito verdadeiro. Saber esperar é uma virtude e neste seu poema faz todo o sentido. Gostei imenso e espero que ao saber ter esperado tenha obtido tudo quanto desejou!
Um abraço amigo.

Sofia Carvalho disse...

Eduardo, lindas fotos, bonitos textos;)